<![CDATA[Ferrous]]> pt-br Notícias Ferrous Tue, 26 Sep 2017 +0200 <![CDATA[Encontrão do Jovem Empreendedor]]> No dia 9 de outubro, a Ferrous realizou o Encontrão do Jovem Empreendedor, com os alunos da Escola Municipal Michael Pereira de Souza, em Congonhas, e da Escola Estadual Santos Reis, em Jeceaba.

 

O destaque do evento foi a palestra do jornalista e empreendedor social Eduardo Lyra. Ele é fundador do projeto Gerando Falcões e atua nas escolas públicas do país, provando ao jovem que todos, independentemente da condição social e do histórico familiar, podem ser falcões, capazes de realizar coisas grandiosas na vida. “O Brasil precisa cultivar no jovem coragem e vibração para que ele consiga criar seu próprio caminho e realizar seus sonhos. Uma das formas de conseguir isso é justamente unir o poder público, a iniciativa privada e atores sociais, como aconteceu nesse evento. Esse é o ambiente perfeito para promover a grande transformação social e da educação que precisamos”, disse.

 

Houve, também, a apresentação teatral da companhia Circo em Cena, que, com a história do malabarista “Sufoco”, passou a mensagem de que o jovem precisa ter disciplina, organização e persistência para realizar seus sonhos.

 

O Encontrão faz parte do Programa Conviver, que, neste ano, tem como foco o empreendedorismo, com o tema “Mineração: oportunidade que inspira”. De acordo com a assistente de Comunicação e Responsabilidade Social da Ferrous, Michele Alves, o objetivo é motivar os jovens a descobrir outras fontes de oportunidades e estimulá-los a transformar uma grande ideia em realidade e a serem empreendedores de suas próprias vidas.

]]>
Thu, 30 Oct 2014 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous faz melhorias em estradas de Brumadinho e São Joaquim de Bicas]]> A Ferrous e a empresa Terminal Serra Azul assinaram um Termo de Compromisso com a Prefeitura de São Joaquim de Bicas para o asfaltamento e sinalização dos 3 quilômetros restantes da estrada municipal de acesso ao Fecho do Funil. Atualmente, a via é asfaltada apenas entre o acesso da BR 381 e o Terminal Serra Azul.



Com o asfaltamento do trecho, cujas obras já tiveram início, será possível minimizar a poeira no local. Serão realizadas, ainda, manutenções periódicas da via, com limpeza e reposição de placas, caso necessário.



Além disso, a Ferrous fez um acordo com a Secretaria de Obras de Brumadinho para limpeza da avenida Inhotim. A empresa cedeu um caminhão pipa, de segunda a quinta-feira, no período de 19h às 23h,  que pode ser usado de acordo com as necessidades do município, mas sua prioridade é a limpeza da avenida, que deve ser feita de forma completa pelo menos uma vez por semana.



Com essas ações, a Ferrous reafirma seu compromisso com o bem-estar das comunidades onde está inserida, atendendo às solicitações da população ao contribuir para a diminuição da poeira na região.

]]>
Mon, 09 Jun 2014 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous doa brinquedos em Congonhas e Jeceaba]]> No mês de maio, a Ferrous realizou a doação de cerca de 60 brinquedos para a Casa da Criança Dona Neném, em Congonhas (MG), e para a Escola Municipal Zuleika Halseld de Albuquerque, em Jeceaba (MG).

 

A Casa da Criança Dona Neném atende mais de 50 crianças de comunidades carentes de Congonhas, oferecendo reforço escolar, oficinas e recreação. Já a escola municipal de Jeceaba tem, aproximadamente, 600 alunos, do 1º período ao 6º ano do ensino fundamental, e conta com uma brinquedoteca, cujo acervo foi ampliado com a colaboração da Ferrous.

 

A empresa mantém um relacionamento próximo e de cooperação com as comunidades vizinhas, apoiando instituições e iniciativas que beneficiam a população. “Ficamos contentes por contribuir com duas entidades sérias e que realizam um trabalho de grande valor na região”, afirma Mariana Rosa, gerente geral de comunicação e responsabilidade social da Ferrous.

 

]]>
Fri, 16 May 2014 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous é homenageada em Jeceaba]]> O relações institucionais da Ferrous, Gabriel Coelho Bandeira, recebeu no último sábado, dia 12, por indicação do vereador e presidente da Câmara Municipal, Wilton Fernandes Monteiro da Mata, a “Medalha do Mérito Legislativo”, como reconhecimento público pelos relevantes serviços prestados para o desenvolvimento do município. No evento, realizado anualmente, cada vereador homenageou duas personalidades, uma com o mérito legislativo e a outra com o título de cidadão honorário. A solenidade foi realizada na Escola Estadual Santos Reis, seguida por coquetel no Centro Pastoral.


A Ferrous, com mina em Congonhas, desenvolve projetos sociais em Jeceaba com o intuito de contribuir para a melhoria da educação e qualidade de vida da comunidade. Um exemplo é o Programa Conviver, realizado no ano passado, a fim de capacitar de professores e alunos da Escola Estadual Santos Reis, em Jeceaba, e de escolas municipais de Congonhas. A companhia também mantém, há cerca de dois anos, um convênio com a Associação dos Produtores Rurais de Jeceaba (Asprojece), para incrementar a produtividade e a sustentabilidade do setor leiteiro da região.       


Outras contribuições da empresa para o município foram a doação de uma viatura policial, o custeio de um estudo sobre as cheias do rio Paraopeba e a celebração de um contrato de comodato com a prefeitura, cedendo um imóvel para instalação da Secretaria Municipal de Assistência Social, além do apoio a eventos de cunho ambiental e cultural na cidade.

]]>
Tue, 22 Apr 2014 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous apresenta Projeto de Expansão para Lideranças de Congonhas e Jeceaba]]> Neste mês, a Ferrous recebeu dois grupos de visitantes na mina Viga. Cerca de 40 lideranças dos municípios de Congonhas e Jeceaba conheceram as instalações da empresa e obtiveram, em primeira mão, informações sobre o Projeto Viga 15, para expansão da produção da mina para 15 milhões de toneladas por ano a partir de 2017. O diretor de implantação da companhia, Lênin Porto, deu detalhes sobre a expansão e esclareceu dúvidas de todos os participantes. “Nós temos a crença de que esse projeto só é viável se puder resultar em ganhos para todos”, destacou.

O encontro contou com a presença de representantes das Prefeituras de Congonhas e Jeceaba, de associações de bairro, grupos culturais locais e do Sindicato Metabase, além de comerciantes e artesãos. Eles integram o Grupo de Diálogo, uma iniciativa da Ferrous, que ocorre desde 2011, com o objetivo de manter um relacionamento próximo e transparente com a comunidade, por meio de reuniões periódicas sobre temas de interesse dos participantes.

O outro grupo que esteve na mina era composto por, aproximadamente, 30 alunos do curso de Geologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Na visita técnica realizada com o acompanhamento do geólogo da Ferrous, Flávio Andrade, os estudantes puderam conferir como é feita a extração do minério e o tipo de produto feito na unidade. Eles também participaram de uma apresentação sobre a companhia e seus projetos sociais.

]]>
Thu, 03 Apr 2014 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous investe em estrada interna para Viga]]> A Ferrous concluiu as obras de construção de uma parte da estrada interna que liga a mina Viga, em Congonhas, ao seu terminal de embarque e à pilha de estéril sul. Atualmente, a empresa usa cerca de 3,5 quilômetros da estrada municipal que dá acesso à comunidade do Esmeril e liga as cidades de Congonhas e Jeceaba. Com o investimento na nova estrada, passará a utilizar menos de um quilômetro dessa via, reduzindo em mais de 90% o tráfego no local.


Além disso, a Ferrous realizou obras de melhoria na estrada municipal, como nova forração, sinalização e leiras de proteção. “Essas ações aumentaram a segurança de todos que passam por essa via. Com a estrada interna, a pista principal ficará livre para que a população possa transitar com mais tranquilidade e nossos caminhões também enfrentarão menos trânsito, aumentando nossa produtividade. Estamos contribuindo, ainda, para a diminuição da poeira na região, atendendo às solicitações da comunidade”, explica o supervisor de infraestrutura da companhia, Valdeque Miranda.

]]>
Tue, 01 Apr 2014 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous aumenta reservas certificadas de Viga]]> A Ferrous obteve o Certificado de Reserva Mineral, concedido pela empresa especializada Golder Associates, que atestou que a mina Viga, em Congonhas (MG), tem reservas lavráveis de 542 milhões de toneladas de minério de ferro. Isso representa 92 milhões de toneladas a mais que a certificação anterior, obtida no primeiro semestre de 2013, e aumenta a vida útil da mina de 17 para 20 anos, considerando uma produção anual de 15 milhões de toneladas de produto.

 

A certificação contribui para o crescimento da Ferrous e gera valor para seu negócio, uma vez que indica que a empresa tem minério suficiente para implantar o Projeto Viga 15 Mtpa, que elevará a produção dessa mina para 15 milhões de toneladas a partir de 2017.

]]>
Fri, 21 Feb 2014 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous bate meta de produção em 2013]]> A Ferrous encerrou 2013 com um acumulado de 5,13 milhões de toneladas de minério de ferro, superando a meta de produção estabelecida para o ano, de 5 milhões. A mina Viga, em Congonhas (MG), produziu 3,40 milhões de toneladas, enquanto a mina Esperança, em Brumadinho (MG), alcançou 1,73 milhão. Esse resultado representa um crescimento maior que 50% em relação a 2012, quando a produção foi de 3,2 milhões de toneladas.

Do total produzido no ano passado, 50% foi direcionado para o mercado interno e 50% para o externo. A partir de 2017, após a finalização do Projeto Viga 15 Mtpa, a companhia produzirá 17 milhões de toneladas de minério de ferro, se posicionando como uma mineradora de classe mundial.

]]>
Tue, 21 Jan 2014 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous é destaque no Americas Iron Ore]]> O presidente da Ferrous, Jayme Nicolato, abriu a 6ª edição da Americas Iron Ore, conferência internacional que reúne os principais executivos desse mercado, neste ano realizada no Rio de Janeiro, em novembro. Em sua apresentação sobre a “Demanda Mundial de Minério de Ferro e Perspectivas de Comercialização”, ele analisou a estratégia da China enquanto maior consumidora do produto, as tendências para 2014 e, ainda, compartilhou sua visão sobre a permanência do cenário positivo para os próximos períodos. Com mestrado em Engenharia e MBA Executivo, Nicolato possui ampla experiência no mercado de mineração, já tendo atuado como diretor e presidente em outras grandes mineradoras.

O convite para que Jayme Nicolato abrisse a Americas Iron Ore fortalece o posicionamento da Ferrous como um importante player do mercado, que vem apresentando um significativo crescimento, baseado em um planejamento estratégico sólido. Com sede em Belo Horizonte e operações em Congonhas, Brumadinho e Itatiaiuçu (MG), a companhia está investindo US$1,3 bilhão para a expansão da mina Viga, que aumentará a produção total da companhia de 5 milhões, neste ano, para 17 milhões de toneladas anuais de minério de ferro, a partir de 2017.

]]>
Mon, 25 Nov 2013 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous recebe Prêmio de Gestão Ambiental]]> A Ferrous foi agraciada, no mês de novembro, com o Prêmio Gestão Ambiental, promovido pela ONG Zeladoria do Planeta, com o objetivo de incentivar o desenvolvimento de projetos socioambientais e divulgar as melhores práticas do mercado.

No evento de premiação, a companhia recebeu homenagem especial pelo investimento de mais de R$2 milhões em projetos ambientais. O destaque foi o Sítio Bom Jesus, em Congonhas (MG), que abriga um viveiro de flora, um centro de triagem de fauna e um espaço para a realização da compostagem dos resíduos alimentares gerados na mina Viga.

 

]]>
Mon, 25 Nov 2013 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous tem novo diretor jurídico]]> O advogado Luciano de Oliveira Santos é o novo diretor jurídico da Ferrous.

Ele é formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com pós-graduação em Direito Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e em Direito Civil pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Luciano atuou como diretor jurídico e secretário do Conselho de Administração da TOTVS S/A, onde foi responsável pelos processos de fusões e aquisições, criação de nova empresa de investimentos em Start-up e de novos negócios, entre outras funções.

Também acumulou experiência em outras empresas multinacionais, como a ESCO Corporation, companhia com operações em sete países, onde exerceu o cargo de diretor jurídico da América Latina.

]]>
Tue, 15 Oct 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous apoia Semana Jazz de Congonhas]]> A Ferrous é uma das parceiras do Centro de Ensino Musical Solar Music para a realização da II Semana Jazz de Congonhas, realizada entre os dias 8 e 12 de outubro. O evento terá diversas apresentações musicais nos principais bares e restaurantes da cidade, além de palestras e workshops sobre o estilo musical.

A Ferrous apoia a Semana Jazz como forma de colaborar para a promoção da arte e da cultura em Congonhas. A companhia acredita que a música, em suas diversas manifestações, tem um papel importante no desenvolvimento humano e intelectual dos cidadãos.

 

]]>
Tue, 08 Oct 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Novo Portal para Cadastro de Fornecedores]]> A partir de agora, os interessados em se tornarem fornecedores da Ferrous devem fazer seu cadastro unicamente por meio do site: http://www.ferrous.com.br/fornecedor.

A nova plataforma faz parte do Projeto de Gestão de Fornecedores da Ferrous e vai permitir a avaliação e qualificação das empresas contratadas.

Os fornecedores deverão disponibilizar informações que comprovem a regularidade do negócio. Posteriormente, os cadastros serão avaliados e aprovados pela área financeira.

]]>
Fri, 27 Sep 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrexpo aumenta participação na Ferrous]]> A empresa suíça Ferrexpo, com ativos na Ucrânia, aumentou sua participação na Ferrous para 14,4%, em uma transação privada no mercado secundário, tornando-se a maior acionista da companhia. O presidente da Ferrous, Jayme Nicolato, explica que o aumento da participação da Ferrexpo muda o perfil e as perspectivas da empresa, por se tratar de mais um investidor estratégico do setor de mineração. “Esse é mais um forte reconhecimento do potencial da companhia e reforça a confiança do mercado mundial em nosso atual plano de negócios”, afirma.

A Ferrexpo é uma grande produtora de pelotas de ferro e, como um investidor estratégico, colocará todo seu know-how na área à disposição da Ferrous. A companhia suíça, dessa maneira, contribuirá para o desenvolvimento dos projetos da Ferrous no Brasil.

]]>
Mon, 23 Sep 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous na festa dos 300 anos da Matriz de Piedade do Paraopeba]]> A Ferrous está patrocinando a festa em comemoração ao tricentenário da Igreja Matriz de Piedade do Paraopeba. A empresa programou uma ação surpresa para os presentes, como forma de homenagear a Igreja pela data. Além disso, haverá no evento barraquinhas de comida e de artesanato dos participantes do programa Turismo de Base Comunitária, desenvolvido desde 2011 com o apoio da Ferrous para incrementar o turismo local.

De acordo com o diretor de Relações Institucionais da Ferrous, Cristiano Parreiras, a companhia se sente honrada por participar das comemorações. “Mais que uma festividade religiosa, o tricentenário é uma expressão importante da cultura local. E por acreditar que ela é peça fundamental para o desenvolvimento da sociedade, não poderíamos deixar de apoiar o evento”.

]]>
Fri, 06 Sep 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous inaugura planta de alto campo magnético]]> A Ferrous inaugurou, na mina Viga, em Congonhas (MG), uma planta de alto campo magnético, que melhorará significativamente a qualidade de seu produto final. Trata-se de uma planta adicional, com dois separadores magnéticos de alta intensidade, que tratarão o rejeito até então descartado. Com isso, haverá um crescimento de 10% na recuperação de massa da planta em relação à alimentação de ROM (run of mine), além de aumento do teor de ferro para 62%.

 

Foram investidos cerca de R$40 milhões nas aquisições e obras de implantação do projeto, que durou em torno de sete meses e contou com a mão de obra de 120 empregados. Até então, a mina contava com separador magnético de tambor de média intensidade, que lançava todos os rejeitos diretamente nas baias de rejeito existentes, por não possuírem características físicas e químicas comerciais. Assim, eram descartados cerca de 50% de minério, contendo, aproximadamente, 30% de ferro.

 

Os novos separadores magnéticos da planta são do tipo carrossel e de alta intensidade, com campo variável de até 12 mil Gauss. Eles criam um campo magnético que separa a sílica do minério de ferro comercializável. “O processo continuará o mesmo, mas o que antigamente era considerado rejeito será encaminhado para essa nova planta e reprocessado. Com a tecnologia, conseguiremos recuperar em torno de 20% do que era descartado, diminuindo o rejeito de ferro para apenas 10%”, explica o gerente geral da mina Viga, Geraldo Rodrigues.

]]>
Fri, 23 Aug 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Alto Índice de Desenvolvimento Humano]]> As cidades de Congonhas, Conselheiro Lafaiete e Ouro Branco, vizinhas da mina Viga da Ferrous, estão entre as melhores cidades para se viver no Alto Paraopeba, em Minas Gerais.

 

De acordo com o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), divulgado no final de julho, valores entre 0,700 e 0,799 são considerados altos. Minas Gerais é o nono estado brasileiro na lista do índice, com 0,731. Entre as cidades do Alto Paraopeba e Vale do Piranga, os melhores classificados foram: Ouro Branco (0,764), Conselheiro Lafaiete (0,761) e Congonhas (0,753).

 

O IDHM avalia três áreas do desenvolvimento humano: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda). Ele é elaborado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e com a Fundação João Pinheiro. Eles utilizam os dados do Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

O alto desempenho das cidades onde há atividade minerária, com resultados superiores à média do estado, reafirma os benefícios da mineração para as comunidades. Ao gerar emprego e renda, além dos tributos e programas de responsabilidade social, as mineradoras colaboram para a melhoria da qualidade de vida da população e, consequentemente, do desenvolvimento humano desses municípios.

 

]]>
Fri, 16 Aug 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous bate recorde de produção em julho]]> A Ferrous fechou o mês de julho com um novo recorde de produção, de mais de 500 mil toneladas de minério de ferro, considerando as minas Viga, Esperança e Santanense. Esse volume é 30% maior que o último recorde conquistado e indica que se a companhia mantiver o ritmo de produção desse mês, vai bater a meta estipulada para o ano, de 5 milhões de toneladas.

No ano passado, a Ferrous produziu 3,2 milhões de toneladas. Com o projeto de expansão da mina Viga, cujas obras terão início no ano que vem, a empresa vai alcançar um volume anual de 17 milhões de toneladas de minério de ferro a partir de 2017.

]]>
Fri, 09 Aug 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Estudo atesta viabilidade do projeto Viga 15 Mtpa]]> A Ferrous recebeu no mês de junho o Bankable Feasibitity Study (Estudo de Viabilidade para fins de financiamento bancário), que atesta, de forma conclusiva, a total viabilidade da implantação do projeto Viga 15 Mtpa. Ele prevê uma produção anual de 15 milhões de toneladas, a partir de 2017, de concentrado de 65% de ferro, durante a vida útil da mina Viga, atualmente estimada em 15 anos. Com isso, a produção anual da companhia, somando as três minas em atividade (Viga, Esperança e Santanense), saltará para 17 milhões de toneladas, como prevê seu plano estratégico.

 

O investimento para implantação do projeto será de US$ 1,28 bilhão, com payback de seis anos. O investimento foi determinado tendo o projeto de engenharia básica fornecido pela Ausenco do Brasil, fornecedor independente e de renome mundial contratada para realizar o estudo.

 

Em paralelo ao Estudo de Viabilidade, foi desenvolvido o plano de execução do projeto, cujo prazo é de 36 meses, com previsão de início das obras em 2014 e start up da planta em 2016.

 

Durante a fase de implantação é prevista a geração de mais de 3,5 mil empregos diretos, chegando a 14 mil empregos indiretos, relacionados a outras atividades da cadeia de fornecimento de insumos e serviços com recolhimento de impostos na ordem de R$ 360 milhões, como PIS/CONFINS, ICMS, ISS E IPI. Já na fase de operação, a expectativa é que sejam criadas 2,5 mil vagas diretas. Outro impacto positivo da operação será a geração de mais de R$ 170 milhões em tributos anuais, como PIS/COFINS, ICMS, CFEM, dentre outros.

 

Para o presidente da Ferrous, esse parecer é uma conquista muito importante para a empresa, pois a ampara junto ao mercado financeiro na obtenção dos recursos necessários para a implantação do Viga 15 Mtpa. “Ele é um dos projetos de expansão mais competitivos que temos atualmente no Brasil, o qual contribuirá para que a Ferrous figure entre as cinco maiores mineradoras do país e seja reconhecida como uma empresa de classe mundial", afirma Nicolato.

]]>
Mon, 05 Aug 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Problemas no Canal de Denúncias]]> Informamos que, entre 19 e 22 de julho, houve um problema técnico no serviço de criação de denúncias no site, incorrendo na perda total de eventuais registros realizados neste canal durante este período.  

O serviço já foi normalizado e qualquer registro feito neste período deve ser enviado novamente.

Pedimos desculpas pelo transtorno.

 

]]>
Fri, 02 Aug 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Investimentos Sociais crescem no Brasil]]> Os investimentos sociais privados no Brasil passaram de R$ 2,1 bilhões para R$ 2,3 bilhões de 2011 para 2012, um crescimento de 8%, de acordo com o Censo Gife, uma pesquisa realizada a cada dois anos pelo Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (Gife), em parceria com o Instituto Paulo Montenegro.


A Ferrous está entre o grupo de empresas que promove o investimento social no país. Desde sua fundação, ela vem construindo uma agenda comum com os moradores dos municípios onde atua em prol do desenvolvimento territorial. Apenas em 2012, a mineradora investiu quase R$ 2 milhões com essa finalidade, incluindo os municípios de Congonhas, Brumadinho e Jeceaba, todos em Minas Gerais.


Em Brumadinho, a empresa desenvolve o Vale das Conquistas, um programa de Turismo de Base Comunitária participativo para construção de uma rede empreendedora, além de um trabalho de formação dos agentes comunitários de saúde, visando à melhoria do atendimento à população, ao incentivar a pesquisa sobre a cidade, o meio ambiente e a saúde. 


Já em Congonhas, a atuação da Ferrous resultou na elaboração de Projetos Políticos Pedagógicos junto a 29 escolas da rede municipal. No segundo semestre de 2013, também teve início na cidade o Programa Conviver, cujo objetivo é qualificar os professores das escolas municipais para o desenvolvimento de pesquisas pedagógicas junto aos alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental.


Em Jeceaba, a companhia mantém uma parceria com a Associação dos Produtores Rurais do município (Asprojece) para a implantação do Programa Balde Cheio, da Embrapa.

]]>
Wed, 24 Jul 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous inicia Programa Conviver em Congonhas e Jeceaba]]> Cerca de 30 professores de 10 escolas da rede municipal de ensino de Congonhas e da Escola Estadual Santos Reis em Jeceaba participaram do curso de formação para professores do Programa Conviver – Pesquisa com Escolas, promovido pela Ferrous, no final de junho e início de julho.


O Programa Conviver tem como objetivo estudar a mineração, seus processos e impactos do ponto de vista da sustentabilidade. A proposta é incentivar o professor a desenvolver, junto com os alunos, projetos pedagógicos fundamentados na pesquisa, sobre questões do cotidiano em relação à localidade. O programa oferece para as instituições de ensino participantes todo o material de apoio necessário, como fichários, textos pedagógicos, CDs, dentre outros.


A iniciativa foi idealizada para atender as demandas das escolas levantadas em pesquisa realizada no final do ano passado, como formação docente, educação ambiental, apoio aos alunos e integração com a comunidade. Outro fator motivador foi o interesse que as escolas sinalizaram em manter o relacionamento com a Ferrous, iniciado com o programa da empresa que resultou na elaboração de Projetos Políticos Pedagógicos mais efetivos para toda a rede municipal de ensino.


Outras atividades previstas para o programa são encontros de acompanhamento pedagógico com professores, pesquisas bibliográficas e de campo e a realização de uma mostra pública de todos os projetos desenvolvidos.

]]>
Wed, 24 Jul 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous recebe Prêmio Cidadãos do Mundo]]>  

A Ferrous foi agraciada no dia 10 de junho, em Belo Horizonte, com os segundo e terceiro lugares da 7ª edição do Prêmio Cidadãos do Mundo, promovido pelo jornal Hoje em Dia, na categoria Responsabilidade Social Empresarial.

 

Os projetos vencedores foram, respectivamente, “Vale das Conquistas”, que consiste na implantação do Turismo de Base Comunitária em Brumadinho (MG), e “Mineração e Educação em Congonhas”, uma iniciativa da empresa para a elaboração dos Projetos Político-Pedagógicos de toda a rede pública de ensino do município.

Para mais informações sobre os projetos vencedores, clique aqui.

]]>
Sun, 16 Jun 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous participa de Caminhada Ecológica]]> A Ferrous está apoiando a ONG Zeladoria do Planeta na realização da Caminhada Ecológica Serra do Curral, no dia 16 de junho, de 8h às 12h, no bairro Mangabeiras. A ação, promovida pela ONG Zeladoria do Planeta, espera mobilizar cerca de 500 pessoas, que percorrerão a Trilha Travessia da Serra, de 2,3 mil metros de extensão.  No trajeto, que abrange sete mirantes, será possível avistar conhecidos pontos turísticos de Belo Horizonte, como a Lagoa da Pampulha, os Estádios Mineirão e Independência, o Museu de História Natural e o Jardim Botânico da UFMG, dentre outros.

 

As primeiras 40 pessoas a chegarem ao parque farão o trajeto completo e os demais caminharão até o Mirante Três. A iniciativa faz parte da campanha de prevenção de incêndios florestais. Na ocasião, os organizadores também recolherão celulares estragados para o descarte correto. As inscrições para a Caminhada são gratuitas e podem ser feitas pelo site http://zeladoriadoplaneta.com.

 

A Ferrous é parceira da ONG Zeladoria do Planeta e apoia suas campanhas para a conscientização da população sobre a importância de se prevenir incêndios florestais. Desde a sua fundação, em 2007, a empresa aposta em iniciativas de responsabilidade socioambiental como essa, com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento sustentável.

]]>
Mon, 10 Jun 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Novos recordes nas minas da Ferrous]]> Em maio, a mina Esperança, em Brumadinho, bateu novamente o recorde de produção. A meta era de 140.990 toneladas de minério de ferro e o mês fechou com 143.160, com teor de ferro de 62,78%. Para 2013, a meta final é produzir 1,6 milhão de toneladas.

 

Já a mina Viga, em Congonhas, apresentou recorde histórico de carregamento no mesmo mês, com 279.577 toneladas de minério de ferro embarcadas nos 21 carregamentos realizados. A produção foi em torno de 246 mil toneladas, 60% a mais que o registrado no mesmo período do ano anterior.

]]>
Fri, 07 Jun 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous admite jovens aprendizes em Esperança]]> A Ferrous recebeu em maio cerca de 10 jovens aprendizes para atuar nos setores administrativos na mina Esperança, em Brumadinho. Com idade entre 16 e 24 anos, eles passaram na seleção composta por entrevista e dinâmica em grupo, que priorizou os moradores das comunidades locais. Os selecionados foram alocados em diferentes áreas – como recursos humanos, financeiro e serviços compartilhados – por seus gestores, que fizeram a escolha a partir do perfil que cada um apresentou na dinâmica. Ao longo de 15 meses, esses jovens receberão capacitação profissional (prática e teórica) e serão acompanhados pelo gestor da área de atuação, com orientações focadas em seu desenvolvimento.

O coordenador de recursos humanos da Ferrous, José Marcelo Ribeiro, explica que o objetivo do programa é contribuir para a inserção do jovem no mercado de trabalho e, também, descobrir novos talentos. “Temos a preocupação de identificar pessoas que possam desenvolver suas habilidades e competências nesse período para se tornarem profissionais capazes de atender tanto a Ferrous como o mercado de trabalho, por isso a seleção desses jovens é semelhante a que realizamos para funcionários. Se houver demanda, aqueles que se destacarem podem ser contratados”, destaca Ribeiro.

Thaís Reis, de 18 anos, está participando desta edição do programa Jovens Aprendizes. O trabalho no setor de recursos humanos é seu primeiro emprego, com o qual ela acredita que está aprendendo mais a cada dia. “Com o tempo e o auxílio que recebemos, as dificuldades vão ficando menores. É uma ótima oportunidade; tenho certeza de que ao final do curso vou ter crescido muito profissionalmente”.

]]>
Mon, 27 May 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous recebe prêmio de excelência]]> No dia 14 de maio, a Ferrous foi agraciada com o 15º Prêmio de Excelência da Indústria Minero-metalúrgica Brasileira, na categoria “Relação com a Comunidade”, em cerimônia realizada no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte. A empresa concorreu com o projeto “Agentes de transformação”, uma iniciativa que contribui para a formação do Agente Comunitário de Saúde de Brumadinho (MG) e para a melhoria da qualidade de vida dos moradores das áreas onde ele atua.

Esta é a terceira vez que a Ferrous recebe o prêmio de excelência. A empresa já foi reconhecida pelo projeto de “Viabilidade de depósitos de baixo teor”, em 2011, e pelos trabalhos de recuperação ambiental realizados nas minas de Esperança e Serrinha, ambas localizadas no município de Brumadinho, em 2010. 

]]>
Wed, 15 May 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous comemora seis anos]]> A Ferrous está completando seis anos neste mês de maio, com vários motivos para comemorar. A companhia vem apresentando, a cada ano, melhorias substanciais em seus resultados operacionais, alcançando um crescimento superior a 70% em 2011 e 2012 e ultrapassando a marca de mil funcionários no início de 2013. Com metas ousadas para os próximos anos, a empresa se posiciona como um significativo player do mercado de minério de ferro.

Nesses seis anos, a empresa recebeu importantes prêmios como reconhecimento por sua atuação, como Prêmio Ser Humano, Prêmio de Excelência da Indústria Minero-Metalúrgica Brasileira, Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade & Amor à Natureza, Prêmio Sesi Minas e Prêmio Gestão Ambiental.

 

]]>
Mon, 13 May 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous obtém autorização para expansão da mina Santanense]]> A Ferrous conseguiu, neste mês de maio, a Autorização Provisória para Operação (APO), que permite expandir as atividades na mina Santanense, em Itatiaiuçu (MG). Concedida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), ela regulamenta a lavra a céu aberto, as obras de infraestrutura, a pilha de rejeito e estéril e as estradas para o transporte de minério de ferro e estéril em locais onde antes não havia licença e, consequentemente, atuação.

 

O documento é fundamental para que a companhia cumpra a meta de produção de 5 milhões de toneladas de minério de ferro em 2013. “A APO é muito importante para a Ferrous, pois é um aval do órgão ambiental para operarmos. Ela permitirá que a mina funcione a todo vapor até obter a Licença de Operação,” explica a gerente-geral de Meio Ambiente da empresa, Scheilla Samartini.

 

]]>
Sat, 11 May 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Mercado de trabalho aquecido na mineração]]> O setor de mineração empregou um total de 175 mil pessoas em 2011, conforme apontou o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) em seu mais recente estudo sobre a economia mineral brasileira, de dezembro do ano passado. Até 2015, o segmento deve ser responsável pela abertura de outros 150 mil postos em todo o país, segundo estimativas da Rhio’s, uma consultoria de recursos humanos especializada nesse segmento. Além da grande oferta de emprego, a mineração se destaca por oferecer aos seus trabalhadores um pacote de remuneração total, acima da média de mercado.

A Ferrous exemplifica bem esse cenário. Com 490 novos funcionários em 2012, ela realizou cerca de 200 contratações apenas no primeiro trimestre deste ano.  Dessas admissões, 90% foram para cargos operacionais, como operadores de equipamentos, mantenedores e analistas, para atuação nas minas Viga, em Congonhas, e Esperança, em Brumadinho.  A gerente de recursos humanos da companhia, Kátia Rocha, revela que a previsão é empregar mais 200 pessoas até o final do ano, chegando a 1,3 mil empregados diretos. “Para a expansão da Ferrous, prevista em seu plano de negócios, é preciso que tenhamos também um crescimento em número de funcionários. Com isso, estamos empregando mão de obra local e também proporcionando a volta de profissionais que estavam foram de Minas Gerais, possibilitando que eles permaneçam perto de suas famílias”, afirma.

O engenheiro de minas da Ferrous, Denis Claudio Ferreira, é um dos funcionários mais antigos da mina Viga. Ele lembra que começou sua carreira já na mineração pela afinidade com a área e também pelas oportunidades do mercado. Dênis começou na companhia em 2008 como técnico em mineração e, após fazer faculdade de engenharia, passou a ocupar neste ano o novo cargo. “Quando entrei na Ferrous, a empresa estava começando. Eu vi o negócio nascer, acompanhei o primeiro furo de sondagem. Isso me possibilitou um conhecimento muito maior, pois tive contato com várias áreas e trabalhei dando apoio às outras minas. O diferencial aqui é justamente esse, eu acompanho o crescimento da empresa e sei que posso crescer junto com ela”, conta. 

 

]]>
Thu, 02 May 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous apoia Caminhada dos Inconfidentes]]> A Ferrous apoiou a ONG Zeladoria do Planeta na realização da Caminhada dos Inconfidentes, que ocorreu no dia 21 de abril, no Parque Estadual da Serra do Rola Moça. No percurso estavam a Cachoeira das Pitangueiras, o mirante das Três Pedras e o Mirante do Planeta.

A Caminhada dos Inconfidentes é promovida anualmente em comemoração ao Dia de Tiradentes.  A Ferrous mais uma vez apoiou a iniciativa, que está em consonância com o seu compromisso com a sustentabilidade.

]]>
Thu, 25 Apr 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous adimite 16 jovens aprendizes]]> A Ferrous recebeu, no final de março, 16 jovens aprendizes para atuar nos setores administrativos na mina Viga, em Congonhas. Com idade entre 16 e 24 anos, eles passaram na seleção composta por entrevista, dinâmica em grupo e teste de conhecimentos gerais.  Os selecionados foram alocados em diferentes áreas – como recursos humanos, logística e serviços compartilhados – por seus gestores, que fizeram a escolha a partir do perfil que cada um apresentou na dinâmica. Ao longo de 18 meses, esses jovens receberão capacitação profissional (prática e teórica) e serão acompanhados pelo gestor da área de atuação, com orientações focadas em seu desenvolvimento.

A coordenadora da área de recursos humanos de Viga, Elisângela Oliveira, explica que o objetivo do programa é contribuir para a inserção do jovem no mercado de trabalho e, também, descobrir novos talentos. “Um ganho importante para a empresa e para esses jovens é a possibilidade de efetivação. Caso haja demanda, os participantes que se destacarem no exercício de suas atividades podem vir a ser contratados”, destaca Elisângela.

Ana Luiza Silva Duarte, de 17 anos, é uma das jovens que estão participando do programa. O trabalho no setor de serviços compartilhados da mina Viga é seu primeiro emprego, com o qual ela espera crescer profissionalmente e pessoalmente. “É uma experiência muito boa para começar no mercado de trabalho. Quero aprender bastante e também me desenvolver a partir do relacionamento com novas pessoas”, diz.

]]>
Thu, 25 Apr 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous e Ministério Público assinam termo de compromisso voluntário]]> A Ferrous e o Ministério Público Federal e do Estado de Minas Gerais assinaram, no dia 5 de abril, Termo de Compromisso Preliminar que tem como objetivo garantir a proteção do meio ambiente no município de Viçosa.

Com a assinatura desse termo, a Ferrous, que desenvolve estudos para construção de mineroduto do município de Congonhas (MG) até Presidente Kennedy (ES), se compromete – voluntariamente – a não proceder, promover ou realizar qualquer obra ou intervenção referente à instalação do mineroduto no entorno ou sobre as nascentes, margens e leitos do Ribeirão São Bartolomeu e do Rio Turvo Sujo e Rio Turvo Limpo.

A empresa também apresentará ao Ministério Público, com antecedência de oito meses ao início do desenvolvimento de projeto de instalação do mineroduto no município, um estudo técnico sobre o abastecimento público de água em Viçosa, contendo informações quanto à disponibilidade hídrica, fragilidades e indicações para a melhoria do sistema.

A Ferrous também financiará estudo, no valor de R$ 200 mil, para elaborar relatório técnico conclusivo, que será desenvolvido por equipe multidisciplinar a ser indicada pelo Ministério Público.

Caso o estudo técnico e o relatório técnico conclusivo apontem prejuízos e possíveis danos ao meio ambiente, o Ministério Público poderá exigir que a Ferrous apresente novo estudo, alterando o traçado do projeto e respeitando o compromisso de não intervenção no entorno ou sobre as nascentes, margens e leitos do Ribeirão São Bartolomeu e dos rios Turvo Limpo e Turvo Sujo. A Ferrous, por meio desse termo, se compromete a não realizar qualquer intervenção referente à instalação do mineroduto em Viçosa.

De acordo com Jayme Nicolato, presidente da Ferrous, o termo de compromisso confirma o interesse e a responsabilidade da companhia com o meio ambiente e com a qualidade de vida dos moradores de Viçosa e região. “Para a Ferrous, um projeto só é viável se tiver viabilidade econômica, ambiental e social. Queremos que os nossos empreendimentos sejam sinônimo de desenvolvimento para a população envolvida. A Ferrous não afetará o abastecimento de água do município de Viçosa”, afirma.

]]>
Tue, 16 Apr 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous promove Semana da Saúde]]> A Ferrous promoveu, entre os dias 8 e 12 de abril, uma série de atividades com o intuito de cuidar da saúde e do bem estar de seus empregados das minas Viga e Esperança, em Congonhas e Brumadinho, respectivamente. A programação incluiu palestras e orientações com profissionais sobre distúrbios do sono, nutrição, higiene bucal, doenças cardiovasculares e câncer de mama e de próstata. Além disso, os empregados puderam aferir a pressão arterial e o nível de glicose. Os resultados considerados fora da média foram registrados e essas pessoas foram encaminhadas para novos exames.

Para o gerente de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional da Ferrous, Leonardo Rossi, a realização de uma semana focada em ações de promoção da saúde é de fundamental importância para a atuação preventiva no tratamento de doenças comuns que nem sempre são do conhecimento dos empregados. “Estamos cuidando do nosso patrimônio mais precioso, que é a saúde”, afirmou Rossi.

 

]]>
Tue, 16 Apr 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Apoio à instituição cultural]]> A Ferrous, mineradora com minas em Congonhas, Brumadinho e Itatiaiuçu, é uma das empresas amigas do Museu Inimá de Paula. Com a iniciativa, a companhia contribui para a manutenção da instituição e para a promoção da arte e da cultura em Belo Horizonte.

 

Inaugurado em 2008, o museu expõe obras, documentos, fotografias, livros, objetos pessoais e instrumentos do artista mineiro Inimá de Paula, além de abrigar diversos eventos culturais.

 

Confira mais informações no site www.museuinimadepaula.org.br.

]]>
Wed, 10 Apr 2013 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous em crescimento]]> A Ferrous, mineradora com minas em Congonhas, Brumadinho e Itatiaiuçu, comemora uma conquista importante em sua história. Nos primeiros meses de 2013, a empresa, fundada em maio de 2007, ultrapassou a marca de mil empregados diretos.

 

Há dois anos, esse número era de 200 pessoas. O número expressivo, alcançado em fevereiro deste ano, reflete a consolidação da Ferrous como uma empresa em operação. De acordo com Kátia Rocha, gerente de Recursos Humanos, a expectativa é manter o ritmo de contratações elevado este ano. “O número de colaboradores ainda deve crescer em até 30% em 2013”, revela.

 

Os novos trabalhadores estão chegando, semanalmente, para cumprir o plano de crescimento da companhia, que deverá produzir 5 milhões de toneladas em 2013, um aumento de quase 60% em comparação com total produzido no ano passado, de 3,2 milhões de toneladas.

]]>
Mon, 18 Mar 2013 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous fecha acordo inédito]]> Nos próximos quatro anos, a Ferrous irá fornecer 20 milhões de toneladas de minério de ferro para a trading suíça Glencore International AG, uma média de 5 milhões de tonelada por ano. O acordo foi assinado no dia 26 de fevereiro e consolida a Ferrous no mercado de mineração brasileiro.

“O acordo com a Glencore reforça o posicionamento da Ferrous como um significativo player produtor e exportador de minério de ferro. O acordo irá garantir boa parte da produção da empresa até 2016, além de reforçar a posição financeira da Companhia, já que reduz as exigências de capital de giro e diminui substancialmente os riscos comerciais”, afirma Jayme Nicolato, diretor presidente da empresa.

Esse acordo demonstra a confiança do mercado no plano de negócios divulgado pela Ferrous em junho de 2012, que prevê um crescimento gradativo e independente da Companhia. “A venda inédita também contribui para a realização do projeto Viga 15 milhões de toneladas, uma meta da Ferrous de produção anual desse montante de minério a partir de 2016” afirma Jayme Nicolato.

A Ferrous encerrou 2012 com uma produção anual de 3,2 milhões de toneladas de minério, EBITDA positivo e um caixa robusto, sem dívidas significativas. A meta para 2013 é a produção de 5 milhões de toneladas de minério de ferro.

Em operação distinta, a Glencore negociou diretamente com acionistas da Ferrous a aquisição de ações da Companhia.

]]>
Mon, 04 Mar 2013 00:00:00 +0100
<![CDATA[Mais perto do futuro]]> A expansão da miga Viga, localizada em Congonhas, Minas Gerais, mostra que o futuro da Ferrous está cada vez mais próximo do presente. Uma prova disso é que as obras dos Separadores Magnéticos, que permitirão que a mina alcance a capacidade produtiva de quatro milhões de toneladas de minério de ferro por ano e o aumento do seu teor de ferro, estão com 95% de avanço. Em 28 de fevereiro, estima-se que o prédio esteja em funcionamento.

                   

Já foram instaladas as baterias de hidrociclones, as peneiras vibratórias, bombas de polpas e de água, os transformadores e a sala elétrica, onde se encontra o centro de comando do motor.

 

Outro importante benefício dos Separadores Magnéticos é a redução do volume de rejeito gerado. “Vamos ter uma maior e melhor recuperação mássica e metalúrgica do beneficiamento do minério”, afirma Vinícius Lacerda, engenheiro. “Essa obra foi mais um desafio superado pela Ferrous, que executou a construção em um tempo muito bom”, complementa o também engenheiro, Felippe Yaghdjian.

A obra em números:

  • 25 metros é o tamanho da estrutura, equivalente a um prédio de 8 andares;
  • 850 toneladas de equipamentos, estrutura e tubulação, o que corresponde ao peso de 17 mil sacos de cimento;
  • A obra terá duração de aproximadamente 6 meses.
]]>
Thu, 31 Jan 2013 00:00:00 +0100
<![CDATA[Trabalho preventivo traz bons resultados]]> Com o início do período chuvoso, o risco de assoreamento de córregos e rios aumenta por conta do carreamento de sólidos. Essa afirmação poderia se tornar uma realidade na mina Esperança, localizada em Brumadinho, Minas Gerais, se as equipes da mina não tivessem realizado, durante quase seis meses, um trabalho preventivo nas áreas do Córrego Esperança.  Esse córrego, que nasce dentro da mina, deságua no Rio Paraopeba.

 

Do alto da mina Esperança, até a região próxima ao córrego, foram construídos diques de contenção, sumps (filtros de grande capacidade) e calhas de drenagem em quatro pontos. Tudo para evitar que sólidos vindos da mina e das pilhas de estéril cheguem ao córrego e causem o assoreamento do leito. A manutenção dessas estruturas ainda é feita por máquinas constantemente, o que garante a efetividade da ação.  

               

Os resultados do trabalho preventivo estão sendo vistos agora, época de chuva na região. “A água volta para o córrego limpa e sem contaminantes, o que reforça nossa preocupação com o meio ambiente. Todo esse trabalho de infraestrutura ainda garantiu a redução dos custos, pois antes o trabalho de retirada dos sólidos precisava ser feito recorrentemente”, explica Luiz Henrique Cunha, técnico de mineração na mina Esperança.

]]>
Thu, 31 Jan 2013 00:00:00 +0100
<![CDATA[TBC na TV]]> O intercâmbio de participantes do TBC Vale das Conquistas no Vale do Jequitinhonha foi pauta do programa Planeta, exibido pela Rede Minas! A reportagem acompanhou a visita do grupo para troca de experiências nas comunidades de Campo Alegre, Campo do Buriti e Coqueiro Campos, nos municípios de Turmalina e Minas Novas.

 

O Vale das Conquistas é uma iniciativa da Ferrous em parceria com empreendedores da Serra da Moeda em Brumadinho, Minas Gerais, com o objetivo de fomentar o turismo na região. Inúmeras ações são realizadas para desenvolver, capacitar e motivar os participantes.

 

Para assistir à matéria, anote o link:
http://www.youtube.com/planetaminastv

 

Depois, basta clicar nos vídeos de dezembro e assistir à matéria “Negócios Sociais – Parte 2”.

 

]]>
Thu, 10 Jan 2013 00:00:00 +0100
<![CDATA[Agentes de Transformação]]> O segundo ciclo do Conviver – Programa de Pesquisa com Agentes Comunitários de Saúde (ACS) - chegou ao fim. Nessa edição, a adesão dos ACSs aumentou em 120% com relação a 2011, mostrando a eficácia do trabalho realizado em Brumadinho - MG.

 

Durante o projeto, os participantes desenvolveram pesquisas sobre assuntos ligados à saúde na área de atuação do Posto de Saúde da Família (PSF) em que trabalham. Os resultados desses estudos podem ser conferidos na revista Conviver, lançada em dezembro e à disposição da comunidade nos PSF participantes (Marinhos, Conceição do Itaguá, Planalto, Progresso, Grajaú, Parque da Cachoeira, Aranha, Jota, Residencial Bela Vista, Santa Efigênia e Centro).

 

Eduarda Fernandes, ACS em Parque da Cachoeira, participou do programa pela segunda vez e considera a iniciativa importante para o crescimento profissional do Agente Comunitário de Saúde. “Aprender coisas novas é importante para nós, pois lidamos com a população e somos desafiados a tirar dúvidas de saúde todos os dias. Estamos muito satisfeitas com a parceria”, explica.

]]>
Tue, 08 Jan 2013 00:00:00 +0100
<![CDATA[Projetos em mãos]]> Em dezembro, a Ferrous realizou a entrega dos projetos elaborados a partir do Diagnóstico Participativo Rural para as comunidades de Esmeril e Pequeri, em Congonhas (MG), e Caetano Lopes, em Jeceaba (MG).

 

Por meio dessa ação social, a Ferrous ofereceu uma assistência diversificada referente aos setores de educação, saúde e lazer por meio de uma metodologia que privilegia o enfoque participativo dos moradores. Assim, as comunidades foram convidadas a refletir sobre as características do lugar em que vivem, elencando possíveis problemas a serem tratados por projetos construídos em conjunto, comunidade e empresa, promovendo um relacionamento transparente e produtivo.

 

“Com os projetos de construção de uma sede para nossa associação, e o de melhoria das condições da estrada, poderemos melhorar nossa realidade. O material ficou excelente”, afirmou José Alves, morador do Esmeril.

 

Em janeiro de 2013, está prevista uma reunião para traçar a estratégia com o grupo de moradores que fará a governança dos projetos de cada comunidade, a fim de garantir que os moradores possam efetivamente buscar os apoios necessários.

]]>
Thu, 27 Dec 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Comunidade comemora reforma de igreja na Serra da Moeda]]> O povoado de Barreiro, do município de Brumadinho, localizado na área de influência da Ferrous, celebrou a conclusão da reforma da igreja São Judas Tadeu. "Agora a igreja está novinha e pronta para receber a comunidade que antes era somente meus familiares e já não estava cabendo mais”, comemora João Expedito, líder comunitário da região. De acordo com ele, a obra era um sonho de todos, principalmente para proporcionar segurança e conforto às crianças que frequentam o curso de catecismo aos domingos.

A reforma contou com o patrocínio da Ferrous. A igreja São Judas Tadeu atende mais de 50 famílias do povoado, que fica ao pé da Serra da Moeda. O padre Paulo, o pároco da comunidade, agradeceu à empresa pelo importante apoio. “Estou muito satisfeito com a parceria da Ferrous com a comunidade de Suzana”, declarou.

]]>
Thu, 27 Dec 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Portas abertas para novos conhecimentos]]> Mais 80 moradores alfabetizados. Esse é o resultado do segundo ano do Programa Alfabetização de Jovens e Adultos, desenvolvido pela Ferrous em parceria com o Instituto Paulo Freire no município de São Francisco de Itabapoana, área de influência do projeto do Porto. A formatura do grupo foi realizada na última semana.

 

Ao todo, somando o número de participantes de 2011 e 2012, foram alfabetizados 515 pessoas dos municípios de Presidente Kennedy e São Francisco de Itabapoana. O programa foi desenvolvido porque estes municípios apresentavam elevados índices de analfabetismo, 33% e 25%, respectivamente.

 

“Eu sabia ler algumas palavras, mas não sabia escrever nada. Hoje, graças à Ferrous, sei ler e escrever. Foi muito importante para mim e tenho planos de voltar a estudar para dar continuidade ao aprendizado”, relatou a dona de casa Zelina da Conceição, de 43 anos.

 

O programa foi tão bem aceito pela comunidade, que a prefeitura local irá disponibilizar mais turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), uma vez que os participantes do programa querem continuar os estudos, agora que foram estimulados pelo programa desenvolvido com o apoio da Ferrous.

]]>
Wed, 26 Dec 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Energia rima com economia]]> Para suprir a demanda por energia elétrica da mina Viga, em Congonhas, considerando a expansão da unidade, a Ferrous está construindo uma rede de distribuição de energia, ligando a subestação Joaquim Murtinho à mina Viga.

 

As obras já estão em andamento nas áreas liberadas e a previsão para conclusão é em janeiro. Dia 6 de novembro, a prefeitura de Congonhas oficializou a liberação das áreas da cidade em que serão necessárias intervenções.

 

Com a rede de distribuição, a Ferrous irá economizar cerca de 150% do custo atual de energia elétrica, que é consumida por meio de geradores. “A proposta é que essas máquinas passem a atender o horário de pico, de 17h às 20h, quando a energia elétrica da Cemig é mais cara, e a rede de distribuição possa atender os demais horários. Com isso, a economia será muito maior”, garante Rodrigo Zolini, engenheiro responsável pelo projeto.

]]>
Wed, 12 Dec 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ação solidária]]> Na última semana, a Ferrous doou materiais usados e em bom estado que não serão mais utilizados pela empresa, como colchões, camas, guarda-roupas, travesseiros, cobertores, geladeiras, armários e fogões, para instituições dos municípios de Brumadinho, Congonhas, Conselheiro Lafaiete e Jeceaba. Com a iniciativa, cerca de 150 pessoas foram beneficiadas.

 

As doações chegaram a 12 entidades, entre as quais se destacam a Associação Jeová Jiré de Suzana, Sociedade São Vicente de Paula, Associação Comunitária de Melo Franco e Associação AMA Marinhos, em Brumadinho; Centro de Recuperação para Mulheres e Abrigo e Telecentro, em Congonhas; Asilo Doutor Carlos Romeiro, em Conselheiro Lafaiete; e Sociedade São Vicente de Paula, em Jeceaba.

 

A iniciativa da Ferrous chegou em um bom momento, segundo os representantes das entidades beneficiadas. Com o início do período chuvoso, a população local, principalmente as mais afastadas da área urbana, sofrem com as cheias dos rios. Ainda serão beneficiadas famílias do Pé da Serra, área próxima à mina Serrinha, em Brumadinho. As instituições ficaram responsáveis em repassar os móveis para as famílias necessitadas.

 

 

]]>
Wed, 12 Dec 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Terminal de Viga completa um ano]]> O Terminal Ferroviário da mina Viga, situada em Congonhas – MG completou um ano de atividade, no dia 22 de novembro. Neste primeiro ano de operação, foram embarcadas um total de 1.263.029 toneladas de minério de ferro. 

 

Em média, cada trem foi carregado com 13.156,56 toneladas sendo 98,18 toneladas por vagão. “O Terminal Ferroviário de Viga é um diferencial para a Ferrous, pois integra as nossas operações com soluções logísticas de ferrovia e porto, nos permitindo escoar a nossa produção e, consequentemente, comercializar o minério que produzimos”, afirmou Geraldo Fernando Rodrigues, gerente geral de Viga.



]]>
Thu, 06 Dec 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Reconhecimentos importantes]]> Dia 19 de novembro, a Ferrous recebeu um importantes reconhecimento da sociedade. Viga, unidade localizada em Congonhas – MG e que está entre as 200 Maiores Minas do Brasil, foi homenageada como uma das minas que mais se destacou em 2012, no País. O evento contou com a presença do vice-governador Alberto Pinto Coelho, do presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais e demais autoridades. Pela Ferrous, participaram o presidente Jayme Nicolato, os diretores Adherbal Rêgo e Cristiano Parreiras, o gerente geral de Viga Geraldo Rodrigues, o gerente de Operações, Thiago Ozório e demais colaboradores da unidade, como Valdeque Miranda, Renan Lima, Rodrigo Junio, André Luis de Carvalho, Mário Leão e Flaminius Mendes.

 

A Ferrous também foi homenageada no Prêmio Gestão Ambiental no dia 22 de novembro. A empresa foi contemplada pela recuperação ambiental da mina Esperança, recebido pela Gerente Geral de Meio Ambiente, Scheilla Gonçalves. Outra iniciativa que também foi premiada na cerimônia foi o projeto de vídeo vigilância do parque do Rola Moça, cuja Ferrous é um dos apoiadores, juntamente com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, V&M, Vale e Sindicato das Indústrias Extrativas Minerais de Minas Gerais.

]]>
Wed, 05 Dec 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Novos caminhões]]> Viga, a mina da Ferrous localizada em Congonhas - MG, já conta com parte dos novos caminhões que estão sendo adquiridos para apoiar o processo de crescimento da mina.

 

Chegaram, entre os dias 21 e 24 de novembro, sete dos 28 caminhões que foram comprados, com capacidade de 45 toneladas cada. Os novos veículos têm 10 toneladas a mais de capacidade dos atuais, que serão transferidos para a unidade Esperança, em Brumadinho - MG.

 

Até o início do próximo ano, Viga irá receber mais equipamentos, como escavadeiras, carregadeiras, tratores, retroescavadeiras e motoniveladoras.

]]>
Wed, 05 Dec 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Saiu na mídia]]> A Ferrous foi notícia para diversos jornais nas últimas semanas. Entre as publicações, se destacou a reportagem do jornal Valor Econômico, que citou a chegada do novo diretor-executivo financeiro, Guilherme Amado, e como a empresa está se desenvolvendo.

 

Outra reportagem que mereceu destaque foi o vídeo publicado no Dia Nacional da Alfabetização, 14 de novembro. O programa Repórter Brasil, da TV Brasil, exibiu a emocionante experiência proporcionada pelo Conviver da Ferrous, projeto desenvolvido em São Francisco do Itabapoana, no Rio de Janeiro.

 

Clique nos links e confira as matérias:

Guilherme Amado é o novo diretor-executivo de finanças da Ferrous

Outro Olhar mostra alfabetização de Adultos

]]>
Tue, 04 Dec 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous primariza em Brumadinho e contrata em Congonhas]]> Até meados de janeiro de 2013, a Ferrous terá finalizado a primarização das atividades de mineração em nas minas Viga, em Congonhas (MG) e Esperança, em Brumadinho (MG), por meio da aquisição e operação dos equipamentos de mineração. Se somados, os investimentos nas duas unidades ultrapassam R$ 60 milhões, que serão levantados junto ao BNDES.

 

Na mina Viga, além do processo de primarização, que exigirá a contratação de 120 empregados diretos para operar e dar manutenção nos caminhões, carregadeiras e tratores recém-adquiridos pela empresa, a Ferrous está focando em 2013 no aumento de capacidade de produção da unidade, que passará de 1,5 milhão de toneladas por ano para 4 milhões de toneladas por ano. O aumento será possível, principalmente, pela instalação de Concentradores Magnéticos, que têm como objetivo separar o minério da sílica com mais agilidade. Neste mesmo período, também será feita a transferência para Esperança dos equipamentos que atualmente operam em Viga, ampliando o nível de eficiência e produtividade da unidade de Brumadinho. A Ferrous irá primarizar a mão de obra terceirizada que hoje atua na mina.

 

Ao todo, a unidade receberá mais 230 empregados nos próximos três meses. Entre as vagas disponíveis para Esperança estão: supervisor de manutenção, engenheiro de manutenção mina, analista de manutenção, analista de frota, técnico mecânico e de planejamento, técnico de inspeção de pneus, técnico de programação, técnico mecânico de inspeção de equipamento de carga e infraestrutura, técnico mecânico de inspeção de máquinas de transporte, auxiliar técnico e técnico mecânico.

]]>
Wed, 28 Nov 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Unidades da Ferrous batem recorde de produção]]> As minas Viga e Esperança superam produção prevista para o mês de outubro.

 

Em outubro as minas Viga, localizada em Congonhas (MG), e Esperança, localizada em Brumadinho (MG), superaram a produção prevista para o mês. A mina Viga atingiu o recorde de 185.791 toneladas produzidas e Esperança registrou a produção de 160.611 toneladas. Em ambos os casos, o volume produzido está acima da meta estipulada pela empresa.

 

O recorde, segundo Thiago Ozório, gerente de Operações de Viga, só foi possível em função do trabalho conjunto de todas as equipes. Essa sinergia garantiu ainda um avanço considerável na qualidade do minério de ferro e, consequentemente, um melhor atendimento às demandas de mercado interno e externo. “Outro ponto forte que impulsionou a produção foi a grande parada de manutenção preventiva feita em outubro. Ela ocasionou melhor desempenho, que garantirá uma ótima sequência de resultados. O sentimento de orgulho na nossa equipe é visível e muito justo”, afirma Thiago.


De acordo com o gerente de Operações das unidades de Esperança e Santanense, Fernando Amorim, a vontade de fazer acontecer das equipes tem se destacado durante todo o ano. Segundo ele, o trabalho ainda não acabou. “Pensamos em segurança e na produção diariamente, de forma integrada. Cada dia é um novo desafio. Devemos comemorar o que passou sem esquecer do que está por vir. E estamos no caminho certo”.


A expectativa da Ferrous é produzir 3 milhões de toneladas de minério de ferro em 2012 e aumentar gradativamente essa produção até o ano de 2016 quando a empresa produzirá em um ritmo de 15 milhões de toneladas por ano.   

]]>
Mon, 26 Nov 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Programa com Agentes de Saúde conquista Prêmio Sesi]]> O programa Conviver, desenvolvido pela Ferrous com os Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de Brumadinho, Minas Gerais, foi o vencedor da categoria Desenvolvimento Socioambiental do Prêmio Sesi Minas 2012.

 

A premiação foi entregue na última sexta-feira, dia 9 de novembro, na Fiemg. O prêmio é um reconhecimento público às empresas por suas práticas diferenciadas de gestão, que despertam empregados e empregadores para o exercício da cidadania e estimulam a incorporação da responsabilidade social em suas estratégias.

 

Desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, o Conviver tem como objetivo contribuir para uma melhor formação do Agente Comunitário de Saúde (ACS). No primeiro ciclo do trabalho, realizado em 2011, todos os participantes avaliaram positivamente o programa. Essa legitimidade garantiu um público 140% maior na segunda edição, iniciada este ano. “Os ACSs têm um papel estratégico nas comunidades. Trabalhar com esse público foi uma maneira encontrada pela Ferrous de estar mais próxima dos vizinhos aos seus empreendimentos, ampliando os conhecimentos sobre a atividade mineradora e seus reais impactos no meio ambiente e na saúde”, explica Paula Moreno, coordenadora de Comunicação e Responsabilidade Social da Ferrous.

 

Para Helena Amorim, ACS do posto de saúde de Piedade do Paraopeba, distrito de Brumadinho, participar do programa valeu a pena. “Nunca tivemos contato com nenhuma outra mineradora. Com a Ferrous foi diferente porque a empresa mostrou interesse na comunidade antes de começar a operar. O Conviver contribuiu para o nosso trabalho pois perguntas surgirão e, agora, temos as respostas. O melhor de tudo foi o conhecimento que adquirimos. Esse, ninguém tira”, afirma.

 

Agora, a Ferrous disputará a categoria nacional do Prêmio Sesi no próximo dia 4, em Brasília.

]]>
Wed, 21 Nov 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous participa de congresso internacional]]> Maior ponto de encontro dos executivos das indústrias de aço e minério das Américas, a 5ª edição do Americas Iron Ore Conference, realizada de 6 a 8 de novembro em Belo Horizonte, contou com a participação do presidente da Ferrous, Jayme Nicolato. O gestor foi o responsável por ministrar a palestra O novo paradigma – O impacto dos desafios de fornecimento na indústria brasileira de minério de ferro, que abordou os obstáculos e as oportunidades que as empresas do segmento terão em cenários de curto, médio e longo prazo.

 Além de representantes das empresas de mineração e siderurgia, o evento contou com a participação de analistas de mercado, representantes de instituições financeiras, representantes do governo e de entidades de classe, como a Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Mais que produzir a todo vapor, a participação em fóruns como esse permite à Ferrous ser conhecida e reconhecida pelo mercado como uma empresa de operação. “Nosso setor é diretamente influenciado pelos movimentos de mercado e diversidade global. Estar em fóruns internacionais é importante não somente em função da amplitude de participantes, riqueza das discussões, opinião e expectativas mas, sobretudo, em função do posicionamento da Ferrous no mercado de minério de ferro como um player cada vez mais  significativo, considerando nosso planejamento estratégico”, explica Vanessa Ajeje, gerente de Inteligência de Mercado e Relações com Investidores.

]]>
Tue, 20 Nov 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Lideranças comunitárias em Viga]]> A mina Viga localizada em Congonhas, Minas Gerais, recebeu, na quarta-feira, sete de novembro, 32 representantes das associações comunitárias do município. A atividade faz parte do Grupo de Diálogo, iniciativa da empresa que visa a manter um relacionamento aberto e transparente com as principais lideranças de bairros da cidade.

 

“Meio Ambiente e Recursos Hídricos” foi o tema apresentado pelo coordenador de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Valdeque Miranda, e o técnico de Meio Ambiente, Fernando Ferreira. Durante a palestra, os participantes puderam conhecer as práticas de responsabilidade ambiental da empresa e tirar dúvidas. Na sequência, todos visitaram as instalações da mina Viga e puderam conhecer o processo produtivo de extração do minério de ferro.

 

“A Ferrous faz um trabalho muito transparente. Antigamente, não havia esse costume pelas empresas. Hoje, a Ferrous está formando uma geração mais consciente”, afirmou Adão Zacarías, representante da Associação Comunitária dos Moradores do Campinho, em Congonhas.

]]>
Mon, 19 Nov 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Saiu na mídia]]>  

O Jornal Estado de Minas publicou o Caderno Especial Mineração e Siderurgia. A Ferrous, como outras empresas do setor, foi assunto em duas matérias da edição. A primeira reportagem abordou a relação próxima entre a mineração e as comunidades e relata como este tipo de relacionamento tem fortalecido as ações socioambientais e também a economia do setor.  O presidente da Ferrous, Jayme Nicolato, foi uma das fontes da publicação e comentou sobre o plano de crescimento da Ferrous para os próximos anos.

 

A Ferrous também teve destaque em reportagem sobre o crescimento do setor nos últimos anos provando que “minério não dá apenas uma safra”.

 

Clique nos links abaixo para ler as matérias completas:

Integradas e sustentáveis


Produção e proteção em alta

]]>
Mon, 19 Nov 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Parceria para fortalecer o turismo]]> Ferrous e UFMG firmam parceria para identificar perfil do turista de base comunitária.

 

O primeiro estudo brasileiro sobre perfil de visitantes para turismo de base comunitária (TBC) está sendo desenvolvido na região da Serra da Moeda, em Brumadinho. Lá está localizado o Programa Turismo de Base Comunitária (TBC) Vale das Conquistas. A iniciativa envolve cerca de 30 empreendedores locais, entre prestadores de serviços, artesãos, fabricantes de cachaça e rapadura, quitandas, queijos e outros produtos típicos das comunidades da região, que têm o apoio da Ferrous.

 

A pesquisa, que teve início em setembro, avaliará os turistas que já frequentam a região e levantará públicos potenciais em Belo Horizonte e cidades próximas. Uma equipe formada por professores e alunos do curso de Turismo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) será responsável pelos estudos, fazendo análises com base no perfil econômico, faixa etária e gênero dos visitantes e potenciais turistas.

 

No primeiro momento, a equipe de pesquisadores reunirá dados sobre esses públicos e depois aplicará questionários junto a moradores de Belo Horizonte. Também faz parte do processo uma pesquisa de campo para entender o que buscam os turistas que já frequentam a Serra da Moeda. “O foco é verificar a porcentagem de pessoas que fariam essa viagem contemplando o turismo de maneira diferente, através da vivência da cultura local, da apreciação dos modos de fazer”, conta Altair Sancho, coordenador e professor do curso de Turismo da UFMG e responsável pela pesquisa, lembrando as diferenças do turismo de base comunitária.

 

Em um último momento, será realizado um grupo focal, quando potenciais turistas visitarão o Vale das Conquistas a convite dos pesquisadores. Isso permitirá avaliar o que agrada ou não a quem escolhe o TBC como opção de lazer. “O trabalho é completo, pois identifica uma fatia de mercado e aponta a melhor maneira de se consolidar o TBC Vale das Conquistas”, afirma Sancho.

 

Turismo de Base Comunitária (TBC)

 

É um turismo feito de maneira diferente do turismo tradicional de massa, cujo objetivo é valorizar o que a população local faz e produz de melhor. Reúne um conjunto de iniciativas e atividades desenvolvidas por moradores para alcançar benefícios coletivos para a atividade turística da região, por meio da valorização do modelo de vida e da identidade cultural das comunidades envolvidas. Apoiar um projeto de Turismo de Base Comunitária é uma das formas com que a Ferrous contribui para o desenvolvimento local. Um turismo sustentável que permaneça no futuro, sem data para terminar, diferente da atividade mineradora.

]]>
Thu, 08 Nov 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous busca fornecedores mineiros]]> A Ferrous participa do Projeto Compre Bem da Fiemg, nos dias 22 e 23 de novembro, com o objetivo de conhecer empresas que atuam em diversos seguimentos (confira abaixo). A empresa irá apresentar detalhes de sua demanda para potenciais parceiros na indústria mineira.  Com sede em Belo Horizonte, a empresa aposta na inovação para o desenvolvimento da atividade de mineração.


A Ferrous, fundada em 2007 e sediada em Belo Horizonte (MG), é uma empresa brasileira que extrai e beneficia minério de ferro nas minas Viga (Congonhas), Esperança (Brumadinho) e Santanense (Itatiaiuçu). A empresa desenvolve ações de responsabilidade social com o objetivo de contribuir para o fortalecimento das comunidades vizinhas às suas áreas de operação e, consequentemente, para a transformação da sociedade em que ela está inserida.


O encontro será dividido em duas partes. No dia 22, às 09 horas, haverá uma palestra introdutória. À tarde e no dia seguinte (23), será promovido o encontro presencial entre os compradores e fornecedores conforme agendamento prévio. Os fornecedores apresentarão o material da Empresa (portfólio de serviço ou produto, folders, cartões, etc.) para potencializar o relacionamento, dar visibilidade e gerar novos negócios.

O Projeto Compre Bem é uma iniciativa do Sistema Fiemg – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais para colocar frente a frente compradores que possuem uma demanda específica por produtos e/ou serviços e fornecedores mineiros. O objetivo é divulgar o potencial de fornecedores mineiros para empresas compradoras de todo país e viabilizar a concretização de negócios. 

A Ferrous busca em Minas Gerais fornecedores para os seguintes segmentos:

•Serviços de análise técnica e manutenção de materiais e equipamentos elétricos, mecânicos e hidráulicos, definições de cotas e desenhos 3D;
•Locação de estruturas como toldos, containers, equipamentos em geral (Torres de Iluminação, Geradores, Motores, Bombas e Compressores);
• Serviços de cabeamento estruturado (TI);
•Fornecedores devidamente credenciados para licenças de   sistemas informáticos em geral;
•Serviços gráficos em geral;
•Serviços de usinagem e soldagem em geral;
•Serviços de caldeiraria em geral;
•Serviços de automação;
•Serviços e materiais para barramento elétrico;
•Cabos de alumínio para transmissão elétrica;
•Tubos para água e polpa de minério (fabricados em ferro fundido, aço carbono, com ou sem revestimento, etc.);
•Serviços de higienização de EPI´s e lavagem de uniformes e toalhas;
• Montagem mecânica, eletromecânica e elétrica;
•Motores elétricos e moto redutores;
•Revestimentos para equipamentos de mineração;
•Bombas de selagem;
•Serviços de teste e análise de minérios.

Outras informações podem ser obtidas no tel (31) 3263-4567 ou pelo e-mail comprebem@fiemg.com.br.

]]>
Wed, 07 Nov 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Saiu na mídia]]> A atuação socioambiental da Ferrous foi destaque em matéria do jornal Diário do Comércio. Os programas sociais, a recuperação de áreas degradadas e o diálogo mantido pela empresa com as comunidades de Congonhas e Brumadinho foram temas publicados na edição de 25 de outubro, no caderno Negócios.

 

Clique aqui e confira a matéria na íntegra.

 

]]>
Tue, 30 Oct 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Crescimento impulsionado]]> Viga vem conquistando marcas importantes para a história de sua operação. Depois do primeiro milhão de toneladas produzidas, agora foi a vez de registrar o primeiro milhão de toneladas embarcadas, desde o início da produção, em dezembro de 2011.

 

A comemoração é reforçada pelo fato de o volume ter sido atingido sem a ocorrência de acidentes com afastamento.

 

“Agora estamos ainda mais entusiasmados para alcançar o segundo milhão muito mais rápido”, diz Renan Lima, supervisor de carregamento. Ele atribui a conquista ao trabalho de sinergia, que compreende desde a alta gestão até os operadores na mina. Esse modelo se estende por toda a empresa, uma vez que as demais unidades em operação, Esperança e Santanense, também estão dentro das metas de produção para 2012, que visam a chegar aos 3 milhões de toneladas. “É um orgulho muito grande fazer parte da equipe Ferrous”, pontua Renan.

]]>
Fri, 26 Oct 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous destaca importância da comunidade]]> Na última sexta-feira, 19 de outubro, a Ferrous esteve presente no XXIII Simpósio Mínero-Metalúrgico da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e apresentou a experiência do Programa de Agentes Sociais. A plateia foi composta por cerca de 30 pessoas, entre estudantes e professores de Engenharia de Minas, além de profissionais da área.

 

Durante a palestra ministrada por Mariana Rosa, gerente-geral de Comunicação e Responsabilidade Social, o público fez diversas perguntas relacionadas ao tema exposto: “Relacionamento entre a mineração

e a comunidade onde atua”.

 

O professor Cláudio Lúcio Pinto, do Departamento de Engenharia de Minas, chamou a atenção para a importância dessa atuação, focada também no bem-estar das comunidades vizinhas aos empreendimentos industriais. “Geralmente estudamos muito a parte técnica, mas esquecemos aspectos tão importantes como o lado social, trabalhado pelo programa dos agentes sociais”, constatou.

]]>
Fri, 26 Oct 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Proteção a qualquer hora]]> Colaboradores da Ferrous demonstraram mais uma vez sua dedicação à preservação do meio ambiente. No dia 12 de outubro, eles formaram uma equipe com sete profissionais brigadistas e da área de Segurança, para combater um incêndio de médio porte que atingiu áreas próximas e a unidade de Esperança.

 

O fogo já vinha sendo monitorado por colaboradores da Ferrous enquanto estava fora da propriedade da empresa. Ao chegar à área próxima à portaria 4, que dá acesso à estrada para Santanense, o fogo foi combatido com o auxílio de um caminhão-pipa, batedores e bombas de água manuais. “Se não tivéssemos atuado, a proporção seria muito maior, atingindo a mata fechada e a área do paiol de explosivos, causando ainda mais destruição”, afirma Flávio Ribeiro, supervisor de mina. 

]]>
Fri, 26 Oct 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Acidente zero]]> A Ferrous atingiu a marca inédita de 4 milhões de horas-homem trabalhadas sem acidentes com afastamento, desde dezembro de 2011, em todas as suas unidades. O número é um recorde expressivo, pois acontece no período em que houve aumento da produção, do número de colaboradores e, consequentemente, de horas com exposição a riscos.

 

Leonardo Rossi, gerente de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional, ressalta que o resultado positivo é fruto da dedicação diária de todos. “Estamos comemorando este momento em função da atenção e compromisso de todos com a segurança, durante todo o tempo. E não me canso de reforçar que o desafio diário continua”, lembra.

 

Ele chama a atenção para que os colaboradores não se sintam confortáveis com a marca e tenham algum momento de desatenção com sua segurança e a de seus colegas. “Devemos manter a marca do zero acidente, como preconiza o Ferrous Acidente Zero (FAZ). Se não for seguro, não faça e não deixe que outros façam. Essa é a regra”, recomenda.

]]>
Tue, 23 Oct 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Compromisso atestado]]> Trimestralmente, a Ferrous reafirma seu compromisso com o meio ambiente e a proteção aos animais que habitam as áreas ao redor de seus empreendimentos. Em Viga, biólogos especialistas em cada grupo de animais vertebrados passam até 20 dias em campo para catalogar as espécies existentes e avaliar o nível de interferência das atividades da empresa naquele hábitat.

 

Os bons resultados das análises já mapearam, por exemplo, uma ave que nunca havia sido identificada em território mineiro. Além de reforçar o compromisso ambiental da empresa, esse trabalho atende a uma condicionante do Ibama, que recebe os relatórios detalhados da Ferrous. “Com o levantamento constante que é realizado temos informações precisas sobre a fauna da região. O Ibama inclusive tem elogiado os relatórios da Ferrous, por sua abrangência”, conta Rafael Nessim, analista de Meio Ambiente.

 

 

]]>
Tue, 23 Oct 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous tem 2º maior crescimento de receita líquida]]> A Ferrous foi a empresa que teve o 2° maior crescimento de receita líquida em 2011, segundo o ranking elaborado pela revista Valor Econômico. O destaque é relativo ao desempenho da mina Esperança e evidencia os bons resultados que a unidade vem alcançando desde o início de suas operações, no ano passado.

 

Esperança era o maior passivo de mineração em Minas Gerais quando foi assumido pela Ferrous em 2007. Antes de começar a extração de minério de ferro e a produção de sinter feed, a mina teve recuperadas suas áreas, impactadas  pela atividade anterior à aquisição pela Ferrous. Entre outras ações de conservação ambiental, foi realizado o desassoreamento de cursos d’água, a recomposição de matas ciliares e a revegetação das pilhas de estéril.

 

Os projetos da Ferrous receberam, desde sua consolidação, em 2007, investimentos equivalentes a US$ 1 bilhão, tornando-a uma das maiores mineradoras do País. Este ano, as três minas da empresa em atividade – a Esperança somam-se Viga e Santanense – contabilizarão 3 milhões de toneladas de minério de ferro. Em 2013, a previsão é que o número salte para 5 milhões de toneladas, após investimentos da ordem de US$ 40 milhões que serão feitos ainda em 2012 para aumento da capacidade produtiva. De acordo com o Plano de Negócios da empresa, a partir de 2016, a produção da Ferrous será de 15 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

 

Foram consideradas na pesquisa da revista empresas de diversos setores que atuam no Brasil. A Ferrous foi a única mineradora a figurar entre as 20 posições da lista de maiores crescimentos da receita líquida.

]]>
Tue, 02 Oct 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Auxílio na prevenção e combate a incêndios]]> Foi inaugurado o sistema de videovigilância no Parque Estadual do Rola Moça, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, dia 20 de setembro. A obtenção do novo equipamento contou com o  apoio da Ferrous, por meio de uma parceria entre o Sindicato da Indústria Mineral do Estado de Minas Gerais (Sindiextra) e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e outras empresas. A intenção é atuar de modo rápido no foco, a fim de previr o incêndio.

Com investimentos de R$ 300 mil, serão instaladas quatro câmeras, com rotação e zoom ótico capazes de aumentar a imagem em até 36 vezes, além de uma central de monitoramento que funcionará 24 horas.  As câmeras estarão em pontos estratégicos da do parque, a 15 metros de altura, permitindo um raio de alcance que vai cobrir quase toda extensão do Parque do Rola Moça, terceira maior unidade de conservação localizada em área urbana do Brasil.

No ano passado, 80% da vegetação do Rola Moça foi atingida pelo fogo durante seis dias e o combate às chamas contou com o auxílio da Ferrous, que disponibilizou uma brigada de incêndio.

Este ano, o apoio da Ferrous novamente contribuiu para a obtenção de três novos veículos para o combate a queimadas. As caminhonetes 4x4, com capacidade para transportar 700 litros de água e cinco brigadistas, foram ajustadas pela Associação Mineira de Defesa do Ambiente (Amda) para projetar a água a até 12 metros, somando à extensão das mangueiras e ao impulso da bomba. Em testes realizados, as caminhonetes tiveram 50% mais agilidade que os caminhões-pipa normalmente utilizados. Podem, inclusive, substituir o uso de aeronaves, pois chegam a locais de difícil acesso.

Além da unidade de conservação, outros parques estaduais situados na região de Igarapé a Ouro Branco também serão beneficiados com o novo equipamento.

]]>
Mon, 01 Oct 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Apoio certificado]]> O desempenho da Ferrous para promover ações sustentáveis vem conquistando o reconhecimento de órgãos públicos. Prova disso foi o recebimento do Selo Verde da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Itabirito, que certificou a atuação da empresa como apoiadora de ações em prol do meio ambiente.

A substituição das sacolas biodegradáveis pelas retornáveis no município foi feita com o apoio da Ferrous, que doou cinco mil exemplares das chamadas ecobags. “A Ferrous está sempre nos auxiliando em importantes projetos que implantamos em Itabirito, como o Férias no Parque e a Semana do Meio Ambiente. Sem esse apoio não teríamos tantas atividades”, conta Marina Sardinha, secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do município.

O prêmio evidencia a cultura organizacional da Ferrous, a de uma empresa preocupada com a sustentabilidade e difusora de boas atitudes que contribuem para o meio ambiente e bem-estar da população.  “A Ferrous se preocupa em ser um exemplo para seus colaboradores e o Selo Verde torna isso mais claro. Temos o reconhecimento das ações que desenvolvemos para a defesa de um meio ambiente equilibrado”, ressalta Gabriel Coelho, Relações Institucionais da Ferrous.

Movimento global

Assim como em Belo Horizonte, o uso de sacolas plásticas derivadas do petróleo é proibido em Itabirito, onde ainda é permitido comercializar os sacos biodegradáveis - situação diferente da que ocorre na capital mineira, onde é permitida apenas a cessão dessas sacolas aos consumidores. A mesma proibição já entrou em vigor nas cidades de Brasília, João Pessoa, Palmas e São Paulo, onde atualmente está suspensa. Mas, além do Brasil, diversos países adotaram medidas contra o uso excessivo dos sacos plásticos, incentivando o uso das sacolas retornáveis. Em alguns deles como a Irlanda, a redução chega a 90%.

 

Selo Verde

A Ferrous recebeu o Selo Verde, título da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Itabirito que certifica a atuação de empresas apoiadoras de ações em prol do meio ambiente no município. O prêmio evidencia a cultura organizacional da Ferrous, a de uma empresa preocupada com a sustentabilidade e difusora de boas atitudes que contribuem para o meio ambiente e bem-estar da população. 

]]>
Mon, 17 Sep 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Saiu na mídia!]]> A segunda edição do Mercado Experimental, que acontece no próximo sábado, dia 4 de agosto, no distrito de Tumba, em Brumadinho, é tema de reportagens publicadas pelos portais UAI, Guia BH e AMDA. Clique em cada um e confira.

O Mercado Experimental faz parte do Projeto Turismo de Base Comunitária (TBC), que é desenvolvido pela Ferrous em parceria com os comerciantes e produtores do município, como forma de fortalecer a economia da região, respeitando a identidade e a cultura local, por meio de capacitações, estímulo de ações empreendedoras e outras iniciativas.
 
Convide seus amigos e familiares e participe!

]]>
Thu, 02 Aug 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Vem aí a 2ª edição do Mercado Experimental Vale das Conquistas]]> A 1ª edição do Mercado Experimental Vale das Conquistas foi um grande sucesso para produtores, comerciantes e turistas que visitaram o distrito de Piedade do Paraopeba, no penúltimo sábado, dia 21 de julho, no município de Brumadinho (MG).
 
Ao todo, cerca de 700 pessoas passaram pelas barracas do mercado e puderam conferir o belo trabalho dos expositores locais. Os participantes tiveram a oportunidade de saborear delícias típicas da região, como café colonial, cachaças artesanais, geleias caseiras, churrasquinhos, sanduíches típicos, entre muitos outros pratos.


Os visitantes também puderam conhecer e comprar peças de artesanato local e participar de oficinas de arte e gastronomia, além de acompanhar atrações musicais que se apresentaram durante o evento, como violeiros, samba de raiz e um grupo de congado.
 
No próximo sábado, dia 4 de agosto, será realizada a 2ª edição do Mercado, desta vez no distrito de Tumba, também em Brumadinho. O evento faz parte do projeto de Turismo de Base Comunitária (TBC) e foi desenvolvido com o apoio da Ferrous, que tem como objetivo fomentar a economia local, incentivando o turismo, estimulando o empreendedorismo dos moradores da região, por meio do fortalecimento da identidade e da cultura local. Os participantes têm aulas de economia empresarial, gestão financeira e comunicação e marketing, com o objetivo de potencializar seus resultados, mantendo as características artesanais.
 
Convide seus familiares e amigos e participe! O mercado Experimental Vale das Conquistas acontecerá na Av. Nossa Senhora da Conceição, 150, (próximo ao Condomínio Mãe Terra e ao Bar do Caetano).

]]>
Wed, 01 Aug 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Pesquisa dos Agentes Comunitários de Saúde de Brumadinho vira revista]]> Os 23 Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) de Brumadinho que concluíram os projetos de pesquisa propostos pelo Programa Conviver, da Ferrous em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, tiveram seus trabalhos publicados numa revista lançada em abril, numa cerimônia de encerramento do projeto. A publicação mostra o caminho metodológico percorrido por cada grupo para se chegar aos resultados obtidos, traz o relato dos ganhos pessoais e profissionais e também as conclusões a que eles chegaram.

 

“O melhor de tudo foi descobrir o reconhecimento do nosso trabalho. Durante a pesquisa tivemos que realizar entrevistas, e nesse momento as famílias atendidas por nós disseram que gostam de nossas visitas, que acham importante nossa presença em suas casas”, relata Sandra Maria da Silva Reis, do posto de saúde Progresso.

 

O Programa de Pesquisa Conviver orientou os grupos de ACSs a desenvolverem temas de estudo sobre as questões mais importantes ou mais comentadas no cotidiano de atendimento à população, como mineração e seu impacto na saúde, licenciamento ambiental, poeira, uso da água, imagem dos agentes de saúde na comunidade, esquistossomose, entre outros. O objetivo foi conhecer melhor a realidade onde vivem e atuam, em um processo de aprendizagem aliado ao crescimento pessoal e profissional.

 

Para que os agentes desenvolvessem as pesquisas, o programa ofereceu orientações técnicas, palestras com especialistas nos assuntos escolhidos, forneceu transporte para trabalhos de campo e orientou quanto à pesquisa bibliográfica e de campo. De acordo com Helena Fernandes de Amorim, agente de saúde do posto do distrito de Córrego de Almas, a conversa com os empregados da Ferrous durante visita à mina Esperança foi importante para esclarecer algumas dúvidas e orientar a redação do trabalho final de sua pesquisa, que foi sobre licenciamento ambiental. “Eu não conhecia nada de licenciamento e foi a primeira vez que fui a uma mina. Com os esclarecimentos prestados na visita de campo, consegui conhecer e entender melhor o assunto”, conta.

 

Do posto do bairro Jota, Rogério Dias da Silva trabalhou com o tema água na mineração e concluiu que o que a população pensa da mineração é muito diferente da realidade. “O que aprendi servirá para que eu leve informações mais corretas para as pessoas. Poderei falar aos moradores mais antigos que hoje a realidade da mineração é bem diferente do que a que eles conheceram quando trabalhavam nas minas, no passado. Não saberei responder a tudo, mas o que sei vou passar adiante de coração”, declara.

]]>
Wed, 02 May 2012 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous tem novo canal no youtube]]>  

No total, são 15 vídeos, quatro deles com versão em inglês, que podem ser acessados no link www.youtube.com/ferrousresources. O último vídeo produzido e postado pela empresa é sobre o Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos que a Ferrous desenvolve em São Francisco do Itabapoana, no Rio de Janeiro, município sob a influência do porto que a empresa irá construir em Presidente Kennedy, no Espírito Santo. Em relatos emocionantes, ditos em palavras simples das pessoas que moram na zona rural, os alunos contam o que significou para eles aprender a ler e escrever quando não esperavam mais essa oportunidade.

 

Outras boas histórias, como o vídeo que apresenta o trabalho dos agentes sociais ao longo do traçado do mineroduto, o das comunidades quilombolas e o dos comitês de Presidente Kennedy, também fazem parte do canal.

 

Acesse e conheça mais sobre a Ferrous.

]]>
Fri, 24 Feb 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Jayme Nicolato Correa é nomeado novo presidente da Ferrous]]> O Conselho de Administração da Ferrous Resources Ltd tem o prazer de anunciar a nomeação de Jayme Nicolato Correa como novo Presidente Executivo da Ferrous Resources do Brasil S.A., e demais empresas brasileiras do Grupo. Jayme Nicolato assumirá sua nova posição em 1° de março de 2012. Ele também será Presidente (CEO) da Ferrous Resources Ltd e fará parte do seu Conselho de Administração.

 

Jayme Nicolato tem grande vivência na operação de minério de ferro, incluindo vasta experiência na Vale e CSN. Seus cargos mais recentes foram na Vicenza Mineração e Petra Energia, onde exerceu respectivamente as funções de Presidente (CEO) e membro do Conselho de Administração.

 

Como Diretor de Mineração de Carajás e Sistema Ferroviário e Portuário, Jayme foi responsável pela operação e expansão da produção do Sistema Norte da Vale de 40 milhões de toneladas por ano para 70 milhões de tonelada por ano de minério de ferro. Na CSN, foi responsável pela Diretoria de Minério de Ferro, na posição de Diretor de Mineração e Presidente da Namisa. Ainda na CSN, Jayme também foi Presidente da Transnordestina Logística, quando reestruturou a empresa e assegurou financiamento de R$ 4,5 bilhões para projetos de ferrovia e porto no Nordeste do Brasil.

 

O Presidente do Conselho de Administração da Ferrous Resources Ltd, Jorio Dauster, comentou a nomeação dizendo:

 

“Tenho o prazer de anunciar a nomeação de um líder excepcional, que possui forte competência em logística e larga experiência em mineração e implementação de projetos de minério de ferro. Jayme possui todas as qualidades para liderar a Ferrous durante seu próximo período de desenvolvimento, uma vez que a empresa possui desafios de expansão logística e crescimento da sua produção”.

 

Jayme Nicolato fez a seguinte declaração a respeito de sua nova posição:

 

“Estou entusiasmado com a perspectiva de liderar um dos maiores empreendimentos de minério de ferro do Brasil, que também é significativo em escala global. Aceitei o cargo de Presidente uma vez que estou confiante na solidez da Ferrous e no potencial que existe para entregar os resultados ao Conselho”.

]]>
Fri, 17 Feb 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous restaurará patrimônio cultural]]> Restaurar a Fazenda Paraopeba, em Conselheiro Lafaiete, que pertenceu ao inconfidente Inácio José de Alvarenga Peixoto e transformá-la em um centro de informações sobre a Estrada Real e a Inconfidência Mineira é uma das ações previstas no Termo de Compromisso (TC) assinado pela Ferrous com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) para o início das operações na mina Viga, em Congonhas.

Com o acordo, assinado no dia 30 de janeiro, o Município de Conselheiro Lafaiete irá executar a desapropriação do imóvel, declarado de utilidade pública pelo Decreto n.º 301, de 29/11/2011, que engloba a sede da Fazenda Paraopeba e seu entorno, para fins de pesquisa, recuperação e preservação do meio ambiente e do patrimônio cultural. 

Segundo o promotor de Justiça Marcos Paulo de Souza Miranda, “o acordo é de grande importância para o patrimônio cultural mineiro, pois assegura a restauração integral e a correta gestão de um imóvel situado às margens da Estrada Real e que foi propriedade de um dos principais integrantes do movimento inconfidente. É parte da história que se salva, pois a sede da fazenda está em péssimo estado de conservação".

A Ferrous, por meio de depósito judicial, irá arcar com o valor necessário para fazer a desapropriação e irá executar as medidas emergenciais necessárias para evitar o desgaste do imóvel. A mineradora comprometeu-se ainda a elaborar e executar projeto de restauração do conjunto arquitetônico e o plano de manejo e gestão da área, além de dotar a edificação de toda estrutura física necessária para o funcionamento de um centro de informações sobre a Estrada Real e a Inconfidência Mineira.

De acordo com o gerente-geral de Meio Ambiente da Ferrous, Cristiano Parreiras, "a empresa valoriza o patrimônio histórico e cultural das localidades onde atua. Por isso, se sente honrada em poder realizar esta parceria com o Ministério Público contribuindo para a preservação da Fazenda Paraopeba, que faz parte da historia de Minas."

O projeto de restauração da sede da Fazenda deverá ser aprovado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha) e, posteriormente, apresentado ao Conselho Deliberativo Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural de Conselheiro Lafaiete, para análise e eventual ratificação. Após a conclusão dessa etapa, a Prefeitura de Conselheiro Lafaiete irá instituir na área uma Unidade de Conservação de Proteção Integral e viabilizar parcerias com órgãos públicos ou privados de pesquisa e preservação, previamente aprovados pelo MPMG.  

O objeto do acordo firmado agora é parte do cumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado em março de 2010, com o objetivo de garantir a transparência e o controle da legalidade do processo de licenciamento ambiental do empreendimento Mina Viga, lavra de minério de ferro localizada em Congonhas. Uma das cláusulas do TAC previa a apresentação, pela Ferrous, de proposta de compensação ambiental antecipada dos danos ambientais pela operação do empreendimento. Segundo o TAC, a medida compensatória deveria consistir na recuperação de área degradada cuja recomposição seja de equivalência ou relevância ambiental à área impactada pelo empreendimento e/ou na criação de Unidade de Conservação.

]]>
Thu, 09 Feb 2012 00:00:00 +0100
<![CDATA[Programa de Alfabetização de Adultos promovido pela Ferrous tem primeira formatura]]> A primeira turma a se formar dentro do Programa de Alfabetização de Adultos promovido pela Ferrous é de São Francisco do Itabapoana (RJ). São 186 pessoas (70 homens e 116 mulheres), entre donas de casa, pescadores, aposentados, agricultores, pedreiros, garis, marisqueiras, tapioqueiras, jardineiros e outros, com idades entre 15 a 60 anos.

 

O processo de ensino começou em abril deste ano e a maneira como o curso foi desenvolvido é um dos sucessos do programa. Os alunos tiveram aulas em locais bem perto de suas casas, improvisados conforme a necessidade: garagens, salões de igrejas, escolas e quintais de casas. A metodologia utilizada foi a do Instituto Paulo Freire de ensino, que foca o aprendizado em temáticas que têm a ver com a realidade local dos educandos. A formatura, realizado no clube de Guaxindiba, aconteceu num clima de muita emoção com a presença dos formandos e suas famílias.

 

“Nesse grupo de formandos o curso funcionou com 31 turmas, com aproximadamente 8 alunos cada uma, nas diversas localidades do município. Esse formato que propomos é uma mudança de paradigma. O ensino foi até eles, em vez deles terem que se deslocar grandes distâncias”, observa Mariana Rosa, gerente de Comunicação e Responsabilidade Social da Ferrous.

 

Aposentada, Juracy Ribeiro Santana e Silva, de 67 anos, revela que não teria condições de ter aprendido a ler e a escrever se as aulas não tivessem sido tão perto de sua casa. “Moro na área rural. Então, tudo é longe. Seria difícil ter que pegar um transporte todos os dias para ir estudar na cidade. Para fazer esse curso eu só atravessava a estrada. As aulas foram em frente à minha casa, numa área do lado da casa da professora”. Juracy conta que também aprendeu a ler números, o que facilitou ao fazer as contas na hora das compras.

 

Alclimedes Gomes Batista, pescador de 48 anos, pretende estudar mais para conseguir melhores condições de trabalho agora que sabe ler e escrever. “Eu só assinava meu nome. Agora quero ir mais adiante, evoluir profissionalmente. A pesca é boa, mas não dá pra depender dela o ano todo. Então, é importante nos prepararmos para outras oportunidades de emprego”, planeja.

 

Contando com as turmas de Presidente Kennedy, o Programa de Alfabetização de Adultos da Ferrous tem atualmente mais de 500 alunos. O objetivo é preparar os moradores para o desenvolvimento e novas oportunidades que chegarão com a instalação do porto na região. A iniciativa fará diferença para esses municípios, pois, em média, 24% da população local ainda não aprendeu a ler e a escrever. Dessa forma, a Ferrous, em parceria com diversos atores locais, apoia o desenvolvimento local para futuramente receber o empreendimento do terminal portuário.

]]>
Tue, 27 Dec 2011 00:00:00 +0100
<![CDATA[Roda de Negócios valoriza e fortalece empreendedores de Brumadinho]]> Vinte e um negócios foram formalizados durante a Roda de Negócios realizada em Brumadinho na última semana. O evento fez parte da programação do projeto de Turismo de Base Comunitária, que está sendo desenvolvido pela comunidade com o apoio da Ferrous. No encontro, realizado no pesque e pague do “Seu Bininho”, estiveram produtores rurais, artesãos, donos de pousadas e restaurantes, grupos de dança, capoeira e música, pintores e empreendedores dos distritos de Piedade do Paraopeba, Marques, Córrego Ferreira, Palhano, Tumba, Bragas, Carneiros, Campinho e Suzana - todos da zona rural e encosta da Serra da Moeda.

 

Durante a Roda, os participantes exibiram sua produção em estandes e também sentaram-se à mesa com interessados em seus produtos para estabelecer parcerias e fechar contratos de venda ou de prestação de serviços. Os empreendedores – tanto donos de pousadas, restaurantes, receptivos de turistas, quanto produtores e artistas – contaram com o apoio de um consultor, que deu orientações gratuitamente para a elaboração de planos de negócio.

 

O objetivo da Roda de Negócios foi provocar um movimento de conhecimento mútuo entre as pessoas desses distritos para a formação de uma rede de trabalho apoiada na valorização dos saberes e fazeres da região. Produtora de pães, biscoitos e bolos, Dóris Just, de Piedade do Paraopeba, fechou negócio com a produtora de queijos Meire da Silva de Oliveira, de Carneiros. “Eu não conhecia os queijos dela, e aqui pude provar e gostei muito. Meire agora será minha fornecedora”, afirmou Dóris.

 

Artista plástico e dono do Projeto Ateliê Escola, Robson Marques, além de vender alguns dos quadros de seus alunos que estavam em exposição, recebeu encomendas de outros e fechou várias parcerias. “Foi uma ótima oportunidade, firmei vários negócios. Comprei forro de bambu do senhor Nicodemos, da comunidade de Samambaia, pela metade do preço que normalmente pago para um fornecedor de fora de Brumadinho. Também fechei negócio com o restaurante ‘Ao pé da Serra’ para fazer um evento de pintura ao vivo, com apresentações de dança. E o dono do restaurante ‘Caminho do Jacu’ também se mostrou interessado em receber esse evento lá. Ainda devemos negociar isso”, conta, animado.

 

Os participantes do projeto também elegeram, por meio de votação, o nome pelo qual querem que seja reconhecido o turismo de base comunitária na região: Vale das Conquistas. O nome se justifica, pois nos séculos 17 e 18 a região hoje conhecida por Piedade do Paraopeba, maior entreposto comercial, destacava-se pela dificuldade de acesso propiciada pela proximidade à encosta da Serra da Moeda. Desta forma, o acesso às riquezas como esmeraldas, ouro e minério (chamado ouro negro) foi uma conquista da expedição de Fernão Dias, originária de Taubaté (SP).

 

O evento durou toda a tarde e, ao final do dia, foi aberto à comunidade para comercialização de produtos e apresentação de manifestações culturais de artistas locais – congadeiros, capoeiristas, pintores, desenhistas, contadores de histórias e violeiros. O encontro terminou com uma grande confraternização e valorização da cultura e da identidade da região.

 

O Projeto de Turismo de Base Comunitária vem implementando ações para fortalecer o turismo ao pé da Serra da Moeda, em Brumadinho, valorizando as potencialidades e iniciativas locais. Mobilização social, reuniões e diagnóstico são etapas já realizadas e que imprimem aos projetos propostos pela comunidade local características atraentes a possíveis instituições parceiras financiadoras, entre elas, a própria Ferrous.

]]>
Thu, 22 Dec 2011 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous é homenageada no Prêmio Hugo Werneck]]>

A Ferrous recebeu uma Homenagem Especial durante a cerimônia de entrega do II Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade & Amor à Natureza, realizada ontem na Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, em Belo Horizonte. A homenagem recebida pela empresa foi devido ao trabalho de recuperação ambiental nas minas Serrinha e Esperança, localizadas em Brumadinho.

 

O Prêmio Hugo Werneck é uma realização da Revista Ecológico e tem a participação institucional do Governo de Minas, via órgãos que compõem o Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos. O prêmio conta também com a parceria da Fiemg, por meio do Programa Minas Sustentável, tem a supervisão técnica da Fundação Dom Cabral (FDC), a legitimação do Centro Hugo Werneck de Proteção à Natureza e o apoio da Associação Mineira de Defesa do Ambiente (Amda).

 

A Ferrous foi indicada para uma homenagem especial pela qualidade do trabalho de recuperação ambiental realizado nas minas Serrinha e Esperança, iniciado bem antes da exploração mineral. A indicação veio das outras instituições participantes da premiação.

 

Ao adquirir as mina Esperança e Serrinha em 2007, a Ferrous adquiria também dois dos maiores passivos ambientais da mineração de ferro do Estado de Minas Gerais. Os órgãos ambientais e o Ministério Público Estadual pediam, para a empresa que as assumisse, que fosse feita a recuperação ambiental dessas minas antes da retomada das atividades minerarias.

 

A Ferrous aceitou o desafio e desde 2007 já investiu cerca de R$ 49 milhões em trabalhos de recuperação ambiental realizados nessas duas minas. Serrinha está há quatro anos em trabalho de recuperação ambiental, sem nenhuma exploração mineral até o momento, e Esperança já entrou em operação. No caso da mina Esperança, o córrego que dá nome a mina estava completamente assoreado, e foi devolvido à natureza completamente refeito, com a água correndo normalmente.

]]>
Thu, 01 Dec 2011 00:00:00 +0100
<![CDATA[Mostra do Programa Conviver divulga conhecimento construído]]>  

O Programa Conviver – Pesquisa com Escolas, promovido pela Ferrous em parceria com as secretarias de Educação de Presidente Kennedy, São Francisco do Itabapoana e Marataízes foi concluído na semana passada com uma mostra dos trabalhos dos alunos das escolas municipais dessas três cidades.

 

O programa propôs aos professores que desenvolvessem com os alunos, durante todo o ano letivo, projetos de pesquisa que contribuíssem para um melhor entendimento da transformação pela qual a região irá passar com a chegada do Terminal Portuário de Presidente Kennedy. Entre os temas abordados estão a instalação do porto, a economia local, a pesca, a agricultura, entre outras questões com as quais a comunidade de cada município lida no cotidiano.

 

A mostra tem como objetivo divulgar o conhecimento construído por alunos e professores sobre as localidades onde vivem e destacar sua relação com o porto da Ferrous, seus processos e impactos. Jornais, paródias, maquetes, cartazes são alguns dos instrumentos escolhidos por eles para falar das conclusões do processo de pesquisa e aprendizagem.

 

A orientação do trabalho foi feita pela Compreender Consultoria, contratada pela Ferrous. Além da consultoria, a Ferrous forneceu material de apoio como livros, cadernos e materiais de pesquisa. Professores e alunos também participaram de pesquisas de campo em portos similares ao que será instalado pela Ferrous na região, em busca de informações específicas acerca dos temas dos projetos pedagógicos de cada escola.

 

A mostra aconteceu dia 9 de novembro, quarta-feira, em Marataízes, na Praça da Barra. Em São Francisco do Itabapoana, o evento foi no dia seguinte, na Praça dos Três Poderes. A série de mostras foi encerrada na em Presidente Kennedy na sexta, dia 11, na Praça da Bíblia. Cerca de mil pessoas, entre professores, alunos e familiares participaram do evento.

]]>
Tue, 22 Nov 2011 00:00:00 +0100
<![CDATA[Alunos do Programa Conviver - Alfabetização de Jovens e Adultos - socializam conhecimentos]]>

Trezentos alunos do Programa Conviver - Alfabetização de Jovens e Adultos - promovido pela Ferrous e Instituto Paulo Freire em São Francisco de Itabapoana, no Rio de Janeiro, participaram do primeiro encontro do programa, que aconteceu dia 27/10, em um clube da cidade. O objetivo foi promover a integração entre os estudantes, compartilhando conhecimento e o que aprenderam até o momento.


Os alunos vinham se preparando para esse dia, e organizados em grupos, discutiam e assuntos relacionados ao seu cotidiano. Assim, muito mais que ler e escrever, seguindo a metodologia Paulo Freire de ensino, o curso de alfabetização tem proporcionado mais conhecimento, estreitamento de relações e intercâmbio de idéias, com conteúdo vinculado à realidade do educando. Pesca, agricultura, tradições quilombolas e artesanato são alguns dos temas pesquisados pelos alunos.


Ao final do ano, as turmas completarão a primeira etapa do curso, que começou em abril. A previsão é que a alfabetização seja concluída com mais três etapas, equivalentes a aproximadamente um ano cada uma. Ao final de cada etapa será realizado outro encontro como esse.


A mesma dinâmica – aulas e encontros – está sendo desenvolvida em Presidente Kennedy, no Espírito Santo, que também recebe o Programa de Alfabetização. Os dois municípios foram escolhidos por terem alta taxa de analfabetismo - 24% - e por estarem na área de influência direta do porto que a Ferrous irá construir em Presidente Kennedy.


Por meio de parceria com o Instituto Paulo Freire, cerca de mil jovens e adultos devem ser alfabetizados. A intenção é ampliar o acesso às oportunidades de emprego que serão geradas a partir da chegada do Terminal Portuário de da Ferrous, minimizando a necessidade de busca de mão de obra em outras regiões.

]]>
Tue, 08 Nov 2011 00:00:00 +0100
<![CDATA[Estudo da Ferrous define limites do Parque do Rola Moça]]> A Ferrous está realizando um trabalho de grande relevância para o parque Estadual Serra do Rola Moça: o georreferenciamento de toda a área do parque, que possibilitará a demarcação de seus limites corretos. O trabalho permitirá ao Instituto Estadual de Florestas (IEF) regularizar a situação fundiária da unidade de conservação e, com isso, garantir mais proteção e controle dos acessos. Esse trabalho está sendo realizado com base na Norma Técnica de Georreferenciamento de Imóveis Rurais do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA).

 

O estudo, desenvolvido pela empresa TerraVision Geotecnologia e Geoinformação, está em fase de finalização e é uma das ações previstas no Termo de Compromisso (TC) assinado pela Ferrous com o Ministério Público Estadual à época do início do licenciamento da mina Viga, situada em Congonhas. Entre as conclusões preliminares, já se sabe que a área do parque irá aumentar de 3.990 hectares para 4.032 hectares.

 

O georreferenciamento também prevê a colocação de 150 marcos de concreto para sinalizar os limites da área dessa unidade de conservação, que abriga alguns dos mananciais que abastecem a capital. Situado em áreas pertencentes a Belo Horizonte, Nova Lima, Ibirité e Brumadinho, o Rola Moça foi criado em 27 de setembro de 1994. Abriga espécies que correm risco de extinção, como onça parda, jaguatirica, lobo-guará, gato-do-mato, macuco e veado campeiro.

 

]]>
Fri, 30 Sep 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous obtém licença de Instalação para terminal ferroviário de Viga]]> A Ferrous obteve nesta segunda-feira, dia 29 de agosto, junto ao Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam), a licença de Instalação para o terminal de embarque ferroviário da mina Viga, em Congonhas. A obtenção dessa licença é um importante passo para consolidação dos planos da empresa, pois permite o início da construção da infraestrutura necessária para escoar o minério de ferro produzido na mina via ferroviária. As obras começarão imediatamente e deverão ser concluídas em 90 dias.

 

“O início da construção do terminal ferroviário de Viga significa a entrada definitiva da Ferrous no mercado de minério de ferro, pois com ele se viabiliza a logística inicial necessária para o escoamento da produção, que mais tarde será consolidada com a construção do mineroduto e de um porto próprio, projetos que estão em fase de obtenção de Licença de Instalação”, afirma o vice-presidente da Ferrous, Antônio Rigotto.

 

O terminal de embarque e modal ferroviário de Viga farão a conexão da mina com a malha ferroviária da MRS Logística, que conduzirá o minério da Ferrous até o porto de Sepetiba, por onde a Ferrous exportará sua produção do segundo semestre de 2011. A capacidade de embarque do terminal ferroviário é de 18 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. “Quando o mineroduto ficar pronto, a intenção é que esse terminal continue operando para escoar sinter feed e demais tipos de minérios para o mercado interno”, explica Rigotto.

 

Mina Santanense recebe Licença de Operação (LO)

 

A Ferrous também obteve hoje a Licença de Operação (LO) para lavrar 864 mil toneladas por ano na mina Santanense, no município de Itatiaiuçu (MG). Santanense tem capacidade total de 105 milhões de toneladas ROM (produção bruta lavrada), e já tem planos de expansão da sua produção para 5 milhões de toneladas por ano. A produção em Santanense complementará a das minas Esperança e Viga.

]]>
Thu, 01 Sep 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Brigada de Combate a Incêndios da Serra da Moeda já está em ação]]>  A Ferrous e a Amda (Associação Mineira de Defesa do Ambiente) lançaram no último mês a Brigada de Combate a Incêndios da Serra da Moeda. O objetivo desta brigada é somar esforços aos trabalhos de eliminação e prevenção dos focos de incêndios já feitos por outras empresas e organizações não governamentais de defesa do ambiente.

 

A região foco de atuação da brigada é a Serra da Moeda. Esta região faz parte da Área de Proteção Ambiental da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Apa Sul RMBH) e da zona de amortecimento do Parque Estadual da Serra do Rola Moça, esta última considerada uma das mais importantes unidades de conservação para proteção integral do Quadrilátero Ferrífero.

 

Além da expressiva biodiversidade local, abrigada em remanescentes de Mata Atlântica, Cerrado e Campos de altitude, a região é fonte de mananciais utilizados pela Copasa para abastecer Belo Horizonte e região metropolitana. Os focos de incêndio estão relacionados, na maioria dos casos, à pecuária extensiva, que usa queimadas como forma de manejo para forçar a renovação das pastagens naturais. Essa ação, feita geralmente sem qualquer controle, acaba atingindo a vegetação florestal, danificando especialmente as faixas de transição entre as florestas e campos.

 

Os nove brigadistas são pessoas contratadas pela empresa para atuarem nessa função durante os meses de seca. Eles estão sendo treinados pelo Corpo de Bombeiros e atuarão também em trabalhos de educação ambiental com as comunidades locais e na elaboração de aceiros, que são os caminhos sem vegetação nos limites das matas, feitos para evitar que o fogo pule de uma área para outra.

 

Maria Dalce Ricas, superintendente executiva da Amda, chama atenção para a necessidade do envolvimento de empresas e sociedade civil organizada na mudança da cultura do uso do fogo, que marcou a história da ocupação do território brasileiro, e que pode ser responsabilizada, em grande parte, pela destruição da cobertura vegetal nativa em todos os biomas do país.

 

“Com essa ação a Ferrous está contribuindo para o aprimoramento do Plano Integrado de Prevenção e Controle de Incêndios Florestais do IEF na região. As ações de cada equipe de brigadistas estarão sempre atreladas a um cronograma de execução em que haverá sintonia entre as ações das diversas instituições envolvidas”, conclui a gerente de meio ambiente da Ferrous, Thaís Oliveira.

]]>
Thu, 04 Aug 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous conquista autorização para conexão à rede básica de energia elétrica]]> Mais uma importante conquista impulsiona o projeto da Ferrous. A empresa obteve, junto ao Ministério de Minas e Energia (MME), portarias que autorizam as conexões da mina Viga, em Congonhas (MG), e do Terminal Portuário de Presidente Kennedy (ES) à rede básica de energia elétrica do Sistema Interligado Nacional (SIN). A conexão representará o fornecimento de energia elétrica com alta qualidade e confiabilidade aos empreendimentos da Ferrous, reduzindo o risco de quedas de energia e, consequentemente, o de perda de produção.

Além do ganho de qualidade e confiabilidade no fornecimento de energia, a conexão na rede básica traz como vantagem a redução do custo final de energia, uma vez que as tarifas de uso dos sistemas de transmissão (TUST) são significativamente menores que aquelas praticadas nos sistemas de distribuição. Em um cenário atual onde muito se discute a questão do alto custo da energia no Brasil, o direito de se conectar à Rede Básica representa para a Ferrous um significativo ganho de competitividade, uma vez que grande parte do seu custo operacional é o fornecimento de energia elétrica.

A Ferrous investirá cerca de R$ 40 milhões na construção das linhas de transmissão. Para a conexão da mina Viga à rede básica, a Ferrous construirá uma linha de 11 quilômetros, com tensão de 345 kV, até a subestação de Jeceaba (MG) da Cemig. Já no Terminal Portuário, a Ferrous construirá duas linhas de transmissão paralelas, de 27,5 quilômetros cada uma, para seccionar à linha de 345KV Campos dos Goytacazes (RJ) – Vitória (ES), pertencentes à Furnas, e interligar uma nova subestação de rede básica que será construída junto ao Porto de Presidente Kennedy (ES).

“Poucas empresas hoje têm acesso à rede básica. Para a Ferrous, isso significa uma importante economia que ajudará a viabilizar o nosso projeto de mineração em jazidas de baixo teor”, afirma Eder de Silvio, diretor de Operações de Mina.

]]>
Wed, 27 Jul 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Cidades do mineroduto recebem o Ferrous em Cena]]> São Francisco do Itabapoana (RJ) e Presidente Kennedy (ES) receberam, nesta semana, o Ferrous em Cena – projeto da empresa que levará arte, cultura e diversão para 14 cidades da área de influência do mineroduto. O intuito é proporcionar um momento de reflexão por meio de uma sessão de cinema ao ar livre com direito a pipoca.

 

Cerca de 400 pessoas compareceram à sessão de estreia, realizada no dia 12 de julho, na Praça São Sebastião, na comunidade de Barra do Itabapoana. No dia 14, foi a vez dos moradores de Presidente Kennedy participarem do projeto na Praça da Bíblia. Mais de 350 pessoas estiveram presentes.

 

Nesta primeira edição, o filme em cartaz é Bee Movie, que conta a história de uma abelha que acaba de se formar na faculdade e espera um trabalho na Honex, onde produzirá mel. Porém, não muito contente, ela decide se aventurar fora da colmeia. A partir das aventuras vividas, a trama ensina a importância da aceitação das diferenças e da convivência respeitosa com a natureza e os animais.

]]>
Fri, 15 Jul 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous promove ciclo de palestras sobre educação em Congonhas]]> A Ferrous promoveu, nos dias 11 e 12 de julho, um Ciclo de Palestras do Projeto Político Pedagógico (PPP) – uma parceria entre a empresa e a prefeitura de Congonhas para elaboração do documento que norteará o tipo de educação a ser adotado na rede de ensino municipal. Diretores, professores e pais de alunos, que formam as comissões coordenadoras das 29 escolas municipais, participaram do evento cujo objetivo era esclarecer as dúvidas sobre o PPP. Representantes do poder público e da sociedade civil organizada que desenvolvem iniciativas semelhantes também estiveram presentes.

 

Durante dois dias, os participantes acompanharam palestras e rodas de discussão sobre mineração e educação ambiental e ainda um mini curso sobre “Gestão financeira de recursos de escola pública”, realizado pela Secretária Municipal de Educação de Belo Horizonte, Edna Alves.

 

O PPP

A primeira etapa do projeto consiste em montar um diagnóstico da situação de cada uma das 29 escolas participantes. No primeiro semestre, pais, alunos, professores e funcionários responderam a um questionário sobre a realidade das instituições e as expectativas de melhorias. A partir das respostas, serão elaborados planos de ações para serem aplicados ao longo de 2012.

 

]]>
Wed, 13 Jul 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous obtém Licença Prévia para o Projeto Mineroduto]]> A Ferrous Resources do Brasil obteve a Licença Prévia (LP) para o Projeto Mineroduto, que ligará a mina Viga, em Congonhas, Minas Gerais, até o porto que será construído pela empresa em Presidente Kennedy, no Espírito Santo. “A obtenção da LP em tempo recorde, menos de um ano depois da entrega do Estudo de Impacto Ambiental (EIA) para análise do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), demonstra o nosso compromisso com o rigoroso cumprimento da legislação ambiental e com as questões sociais”, afirma o presidente da Ferrous, Mozart Kraemer Litwinski.

 

A obtenção da Licença Prévia do mineroduto é um passo decisivo para a empresa, pois garante a continuidade do seu plano de desenvolvimento, que inclui as minas de ferro, o mineroduto e o porto, de forma integrada. O mineroduto terá aproximadamente 400 quilômetros e passará por 22 municípios (17 em Minas Gerais, 3 no Rio de Janeiro e 2 no Espírito Santo), com capacidade para transportar 25 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

 

O projeto de engenharia do mineroduto, a geotecnia e o relacionamento entre a empresa e as comunidades vizinhas ao empreendimento foram diferenciais importantes do projeto. Na vistoria do IBAMA, aos municípios do traçado do mineroduto, os técnicos do órgão ambiental puderam verificar, além das informações constantes no EIA, um trabalho aprofundado para refinamento do traçado original, em função do estágio avançado do estudo geotécnico – cerca de 90% dos estudos de sondagem necessários ao projeto já foram concluídos. Este trabalho oportunizou, à Ferrous, conhecimento detalhado do terreno onde o mineroduto passará, o que, por conseqüência, resultou na minimização de impactos ambientais e no aumento da segurança do projeto, além de uma economia de cerca de 20% em relação ao traçado inicialmente desenhado. A partir dessas informações, a engenharia básica do projeto foi concluída.

“Nós mostramos uma competência diferenciada para conduzir esse projeto, o que se traduziu em vantagem competitiva. Buscamos refinar a engenharia paralelamente ao licenciamento ambiental. Normalmente, isso é feito após a obtenção da LP. Com isso, saltamos 2 anos à frente na implantação do projeto, e o órgão ambiental pôde constatar a consistência do nosso trabalho”, comenta André Simão, vice-presidente da Ferrous e líder do projeto mineroduto.

 

A Ferrous também investiu em um amplo diálogo com as comunidades da área de influência do mineroduto, iniciado muito antes da aprovação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA). Mais de 70 reuniões foram realizadas nos diversos municípios, ao longo de seis meses, para que os moradores conhecessem amplamente a empresa e o projeto, expondo dúvidas e propondo soluções com vistas ao desenvolvimento sustentável da região. Soma-se a isso a condução bem sucedida do processo de negociação fundiária para aquisição das áreas necessárias à implantação do duto.

 

Após a obtenção da licença prévia do mineroduto, a Ferrous trabalhará para obter a Licença de Instalação (LI), que permitirá o início de sua construção. A expectativa é que isso ocorra ainda no segundo semestre de 2011. Para isso, a empresa já trabalha no desenvolvimento de um conjunto de programas ambientais sobre os diversos aspectos relacionados ao mineroduto, como uso da água, solo, preservação da vegetação, entre outros.

 

Responsabilidade social – A Ferrous adotou uma tecnologia social inovadora: contratou jovens da comunidade para promover o diálogo com os moradores da região sobre a empresa e sobre o mineroduto, conciliando interesses e promovendo a ampla participação da sociedade no projeto. Os jovens foram inseridos no “Programa de Formação de Agentes Sociais”, que os preparou para a atuação local. O Programa conquistou o 10º Prêmio Ser Humano 2011, na categoria Responsabilidade Social Corporativa.

 

A Ferrous também fez parceria com a Universidade Federal de Viçosa (UFV) para um diagnóstico socioeconômico de todas as famílias cujas propriedades fazem parte do traçado do mineroduto. Com o estudo, a empresa pôde conhecer de forma aprofundada as características e necessidades de cada família, e sistematizar os dados em um Índice de Vulnerabilidade Familiar. As famílias em situação de maior vulnerabilidade são assistidas por um grupo interdisciplinar, formado por sociólogo, psicólogo, pedagogo e agrônomo, contratados pela Ferrous. O objetivo do trabalho é que as eventuais mudanças provocadas pelo projeto do mineroduto resultem em possibilidades de ascensão socioeconômica e cultural das famílias, de acordo com as diretrizes do Banco Mundial e do International Finance Corporation (IFC).

]]>
Thu, 23 Jun 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Sessão de cinema da Ferrous homenageia quilombolas]]> Cerca de 300 pessoas se emocionaram na sessão de cinema promovida pela Ferrous em São Francisco de Itabapoana (RJ). Durante o evento, que celebrou o Dia da Abolição da Escravatura, foi exibido o vídeo-documentário produzido pela empresa que registrou a história das comunidades quilombolas Cacimbinha e Boa Esperança, de Presidente Kennedy (ES), e Deserto Feliz e Barrinha, de São Francisco de Itabapoana.

 

A Ferrous disponibilizou transporte para os convidados, que se reuniram na Escola Municipal Manuel Azeredo, em Deserto Feliz. A sessão de cinema contou ainda com a apresentação de jongo (dança de roda), feita pelos próprios moradores. Após a exibição, foram entregues aos representantes das comunidades 24 cópias do vídeo-documentário, com vistas ao registro das tradições culturais da região.

 

A sessão faz parte do programa de relacionamento que a Ferrous conduz na área de influência direta do Terminal Portuário de Presidente Kennedy. “Nossa atuação é pautada pelo respeito às tradições e aos valores das comunidades onde estamos inseridos. As comunidades quilombolas são de suma importância para a cultura desta região fronteiriça entre os estados do Rio de Janeiro e o Espírito Santo, por isso escolhemos a data, que marca o calendário dos afrodescendentes”, destaca Mariana Rosa, gerente de Comunicação e Responsabilidade Social da Ferrous.

]]>
Fri, 20 May 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous conquista o prêmio Ser Humano]]> A Ferrous foi a vencedora da categoria Responsabilidade Social do prêmio Ser Humano, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos. O case do O Relacionamento entre a Ferrous e as comunidades, que relata sobre o trabalho dos agentes sociais, foi o único entre os inscritos a atingir a pontuação necessária para ocupar colocação na categoria.

 

O objetivo do prêmio é incentivar, reconhecer e premiar todos aqueles que disponibilizam seu tempo e competência para desenvolver práticas e projetos que visem a melhorar a vida das pessoas nas organizações e na sociedade. “A proposta da Ferrous revolucionou a maneira como a empresa se relaciona com as comunidades onde está inserida e, estou certa, se tornará um novo padrão para o mercado”, ressalta Mariana Rosa, gerente de Comunicação e Responsabilidade Social.

 

A cerimônia de premiação aconteceu no dia 10 de maio, durante a abertura do 15º Congresso Mineiro de Recursos Humanos, realizado em Belo Horizonte.

]]>
Tue, 17 May 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ativo mineral da Ferrous na Bahia conquista certificação internacional]]> A Ferrous Resources do Brasil conquistou a certificação internacional dos recursos da mina Jacuípe, em Coração de Maria (BA), localizada a cerca de 90 quilômetros de Salvador. A Golder Associates certificou 1,132 bilhão de toneladas de recursos inferidos, com teor médio de 27,22%. Jacuípe possui ainda áreas em estágio inicial de exploração geológica, com potencial de acrescentar 500 milhões de toneladas de minério de ferro. A empresa já investiu US$ 13,2 milhões em pesquisas minerais, tendo realizado 127 furos de sondagem – cerca de 22,5 mil metros perfurados.

 

A Mina Jacuípe foi adquirida pela Ferrous em maio de 2009. Desde então, a empresa vem trabalhando intensivamente na pesquisa geológica. “Os próximos passos em Jacuípe são o detalhamento geológico da jazida e a elaboração de estudos de processos, ensaios tecnológicos e de engenharia conceitual”, explica o superintendente de Geologia e Planejamento de Lavra da Ferrous, Marcelo Batelochi.

 

Jacuípe terá vida útil de 20 anos e produzirá 12 milhões de toneladas. “A conquista de mais uma certificação internacional comprova que estamos no caminho certo, ao investirmos em um ativo mineral com grande potencial exploratório na Bahia, uma das novas fronteiras da mineração no Brasil”, destaca o presidente da Ferrous, Mozart Litwinski.

 

A Golder Associates e a SRK também auditaram os recursos minerais das minas Viga, em Congonhas, Serrinha e Esperança, em Brumadinho, e Santanense, em Itatiaiuçu, todos ativos minerários da Ferrous localizados no Quadrilátero Ferrífero de Minas Gerais, totalizando 5,1 bilhões de toneladas de recursos minerais certificados internacionalmente.

]]>
Tue, 10 May 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Exposição Ferrous chega à Câmara Municipal de Brumadinho]]> Desde o dia 12 de abril, quem passa pelo Plenário da Câmara Municipal de Brumadinho se depara com um cenário diferente. Vinte displays exibem fotos de Brumadinho e da mina Esperança, unidade da Ferrous localizada no município mineiro. A exposição “Construindo um novo olhar sobre a relação entre Brumadinho e a mineração” é resultado do trabalho desenvolvido pelos alunos da Oficina de Fotografia do Programa de Educação Ambiental da empresa. Vinte moradores de bairros localizados próximos à mina dedicaram suas manhãs de sábado durante dois meses para conhecerem melhor e retratarem a relação entre a cidade e a atividade mineradora.

 

Em cada foto, uma frase redigida pelo autor da foto reforçou o trabalho de reflexão feito acerca do tema da oficina. Os visitantes ainda podem levar para casa as imagens que mais gostarem na forma de cartões postais.

 

O evento de lançamento foi prestigiado pelo presidente da Câmara, vereador Leônidas Maciel. “Parabenizo os participantes pela exposição e à Ferrous pela iniciativa e pelo interesse em se envolver com a comunidade”. Alunos e familiares também estiveram presentes. “A oficina foi uma oportunidade única e estamos nos sentindo muito importantes. Agradecemos à Ferrous pela iniciativa e já esperamos novos programas”, ressaltou a professora Maria Terezinha da Silva.

 

]]>
Mon, 25 Apr 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous lança Programa Conviver em São Francisco de Itabapoana]]> O lançamento do Programa Conviver – Alfabetização de Jovens e Adultos levou ao Praia Clube Guaxindiba, em São Francisco do Itabapoana, mais de 350 pessoas, entre poder público, educadores, educandos e familiares. O evento marcou o início do programa realizado pela Ferrous em parceria com a Prefeitura e o Instituto Paulo Freire (IPF), cujo objetivo é alfabetizar parte da população para ampliar o acesso às oportunidades de emprego que serão geradas a partir da chegada do Terminal Portuário da empresa na região. Ao oferecer capacitação à comunidade local, a Ferrous pretende minimizar a necessidade de busca de mão de obra em outras regiões.

 

Segundo a gerente de Comunicação e Responsabilidade Social da Ferrous, Mariana Rosa, a chegada da empresa provocará transformações econômicas, sociais e ambientais nas localidades onde pretende atuar. “Dessa forma, acreditamos que a Ferrous tem que somar esforços com o poder público local e a sociedade e esse primeiro projeto é um indicativo da maneira como a empresa pretende se instalar na região, de forma respeitosa e dialógica, próxima da população”, ressaltou.

 

Diretor do Instituto Paulo Freire, o professor Paulo Roberto Padilha contou ao público presente que o programa respeitará o educando, oferecendo conteúdo vinculado à realidade, horários de aula adequados e espaço de alfabetização próximo ao local de vida do aluno. “A metodologia promoverá a participação ativa e crítica do educando, envolvendo-o na construção do saber”, explicou. O evento foi finalizado com a apresentação do coral de educadores de São Francisco de Itabapoana e do Instituto Paulo Freire.

 

O Programa de Alfabetização de Jovens e Adultos é apenas uma das iniciativas de uma série voltada à qualificação profissional que a Ferrous vem discutindo com o Senai/RJ. O processo de alfabetização terá duração de oito meses, com turmas de até dez alunos na zona rural e de 15 na zona urbana. A meta da empresa é alfabetizar 400 pessoas no município somente este ano. Ainda neste semestre, o programa também será inaugurado na cidade de Presidente Kennedy (ES).

 

]]>
Mon, 18 Apr 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous realiza primeiro embarque internacional de 2011]]> A Ferrous Resources do Brasil realizou seu primeiro embarque internacional de minério de ferro em 2011. Foram exportadas 162,7 mil toneladas de sinter feed. A embarcação deixou neste domingo, dia 10 de abril, a Companhia Portuária Baía de Sepetiba, no Rio de Janeiro, com destino à Ásia. A próxima remessa está prevista para maio.

 

A Ferrous produzirá cerca de 2,5 milhões toneladas de minério de ferro em 2011. O minério será proveniente das minas Esperança, em Brumadinho (MG), e Viga, em Congonhas (MG), ativos localizados no Quadrilátero Ferrífero, região que concentra as maiores jazidas minerais do Brasil.

 

“O primeiro embarque internacional é uma grande conquista para a Ferrous, pois demonstra que nosso produto atende às exigências de um dos maiores mercados demandantes por minério de ferro, que é o mercado asiático”, ressalta o presidente da Ferrous, Mozart Litwinski.

 

Além disso, a Ferrous está implantando um projeto totalmente integrado que contemplará mineroduto e porto próprios. A mina Viga será interligada ao Terminal Portuário de Presidente Kennedy (ES) por mineroduto de 400 quilômetros, que passará por 22 municípios. A meta da empresa é exportar para mercados internacionais 25 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, do tipo pellet feed,  na primeira fase do projeto, e 62 milhões de toneladas anuais na segunda fase.

]]>
Wed, 13 Apr 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous inicia programa de pesquisa com escolas]]> Cerca de 80 professores da rede pública de ensino de Presidente Kennedy, São Francisco do Itabapoana e Marataízes (ES) aceitaram o desafio da Ferrous de elaborar, com o apoio da empresa, projetos de pesquisa sobre o lugar em que vivem e os aspectos que modificam esses locais. O Programa de Pesquisa com Escolas elege a cultura e a identidade como categorias de estudo para a compreensão de uma sociedade desafiada a se desenvolver de maneira sustentável.

 

Para auxiliá-los no trabalho de pesquisa que realizarão junto aos alunos, os professores receberam material de referência. O Livro do Professor contribuirá para a construção de conhecimento sobre as demandas legais e sociais para a instalação do porto da Ferrous, que é considerado um dos fatores de desenvolvimento da região entre tantos outros elementos produzidos pela ação do homem no mundo.

 

A iniciativa da Ferrous faz parte do Programa Conviver, que também contempla na região o Programa de Alfabetização de jovens e adultos.

]]>
Fri, 01 Apr 2011 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous inicia produção de minério de ferro e conquista importantes licenças]]> A Ferrous Resources do Brasil anuncia a conquista de marcos importantes no desenvolvimento de seu projeto totalmente integrado de minério de ferro no Brasil.

 

Destaques

  • Início da produção de minério de ferro, com embarques iniciais previstos para alcançar 2,5 milhões de toneladas até o fim de 2011
  • Acesso garantido ao porto de Sepetiba para exportar 750 mil toneladas de minério de ferro
  • Obtenção de Licença Prévia do Terminal Portuário: marco para a construção da rede de infraestrutura de transporte da Ferrous, que irá contemplar o porto e o mineroduto de aproximadamente 400 quilômetros
  • A Licença de Instalação da Mina Viga permite à Ferrous iniciar a construção da mina
  • Recursos atuais da ordem de 4,5 bilhões de toneladas certificados internacionalmente e potencial exploratório de 2,4 bilhões de toneladas

 

Comentário do presidente da Ferrous, Mozart Litwinski:

 

“Estamos muito contentes por começarmos a produzir minério de ferro em duas das minas da companhia. A Ferrous torna-se uma empresa em plena operação, deixando de ser incipiente (greenfield). Com a produção e venda de 2,5 milhões de toneladas de minério de ferro, em parte por meio do nosso acesso garantido ao porto de Sepetiba, vamos gerar fluxo de caixa operacional significativo em 2011 e acreditamos que irá crescer em 2012 e 2013 à medida que expandirmos a produção. Com a conquista da Licença Prévia do Terminal Portuário e da Licença de Instalação da Mina Viga, continuamos no caminho certo para alcançarmos nossas metas de produção. A Ferrous tem um futuro brilhante e potencial para se tornar uma das cinco maiores produtores de minério de ferro do mundo.”

 

Início da produção de minério de ferro

 

A Ferrous iniciou este ano a produção de minério de ferro nas Minas Esperança e Viga, com embarques previstos para alcançar 2,5 milhões de toneladas até o fim de 2011. A produção tem previsão de aumento para 4 milhões de toneladas em 2012 e 6 milhões de toneladas em 2013. A Ferrous assegurou a capacidade de exportar 750 mil toneladas de minério de ferro via Companhia Portuária Baía de Sepetiba, no Rio de Janeiro, em 2011. O restante da produção deste ano será vendido no mercado interno.

 

Licença Prévia do Terminal Portuário

 

A Ferrous conquistou a Licença Prévia (LP) do Terminal Portuário de Presidente Kennedy (ES), concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). A LP do Terminal Portuário é um marco para a construção da rede de infraestrutura de transporte da Ferrous, que irá contemplar o porto e o mineroduto de aproximadamente 400 quilômetros. O mineroduto ligará a Mina Viga, em Congonhas (MG), ao Terminal Portuário a ser construído no litoral Sul do Espírito Santo. A LP foi obtida seguindo um extenso e rigoroso processo de colaboração com as autoridades competentes, a aprovação do Estudo de Impacto Ambiental da companhia e a realização de várias Audiências Públicas para identificar e esclarecer dúvidas das partes interessadas. O porto está planejado para abranger um terminal de embarque de minério de ferro, planta de filtragem e instalações administrativas. A estrutura portuária permitirá o recebimento simultâneo de até dois navios de grande capacidade para transporte de minério de ferro. A capacidade anual de escoamento do porto será de 25 milhões de toneladas de minério de ferro na primeira fase, com potencial de expansão para 50 milhões de toneladas anuais na segunda fase do projeto. O início das obras do porto está condicionado à obtenção da Licença de Instalação (LI), que a Ferrous espera receber do IBAMA em breve.

 

Licença de Instalação da Mina Viga

 

A Ferrous teve sua Licença de Instalação (LI) para a Mina Viga ratificada pelo Conselho Estadual de Política Ambiental (COPAM) da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (SEMAD). A LI permite à Ferrous iniciar a construção da mina com capacidade de produção para 15 milhões de toneladas por ano. A Mina Viga é o ativo mineral central no desenvolvimento da primeira fase do projeto da Ferrous. Viga será uma operação a céu aberto com planta de beneficiamento no local com capacidade para produzir 25 milhões de toneladas de minério de ferro por ano e será ligada ao Terminal Portuário por mineroduto. A Ferrous já solicitou o aumento da capacidade da LI para 25 milhões de toneladas anuais e espera obtê-lo em breve. 

]]>
Thu, 03 Mar 2011 00:00:00 +0100
<![CDATA[Audiências Públicas do mineroduto mobilizam comunidades]]> A Ferrous concluiu mais uma etapa importante para a obtenção do licenciamento ambiental do mineroduto com a realização de três audiências públicas – uma em cada estado envolvido no projeto. O empreendimento é uma das etapas do plano de logística integrada da empresa, que escoará a produção da mina Viga, em Congonhas (MG), ao longo de cerca de 400 quilômetros até o Terminal Portuário em Presidente Kennedy (ES).

 

Para garantir a participação das comunidades de cada um dos 22 municípios por onde passará o mineroduto, a Ferrous disponibilizou transporte para a população. A primeira audiência aconteceu no dia 31 de janeiro, em Viçosa (MG). Minas Gerais reúne a maioria dos municípios, 17, que serão atravessados pelo empreendimento. De acordo com a analista de Comunicação, Kenya Carvalho, mais de 700 pessoas legitimaram o evento e puderam obter mais informações sobre a empresa e o empreendimento a partir da apresentação do Estudo de Impacto Ambiental (EIA/RIMA).

 

No dia 1º de fevereiro, foi a vez de Itaperuna (RJ) receber a audiência. Mais de 250 moradores compareceram ao Itapuã Clube para acompanhar a apresentação. No Espírito Santo, a reunião aconteceu no dia 2 em Presidente Kennedy, onde a empresa já havia realizado a audiência pública para licenciamento do Terminal Portuário. O Ginásio Poliesportivo Erasmo Corrêa recebeu mais de 500 pessoas que tiraram dúvidas sobre o mineroduto e seus impactos na cidade.

 

As audiências públicas da Ferrous contaram com a presença de proprietários de terra, prefeitos, secretários municipais, vereadores, presidentes e integrantes de entidades de classe e associações, representantes do poder judiciário e das prefeituras e moradores.

]]>
Fri, 11 Feb 2011 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous investe na educação em Congonhas]]> A Ferrous selou mais uma parceria em Congonhas. Dessa vez, a empresa se aliou à Secretaria Municipal de Educação para a construção de Projetos Político Pedagógico (PPP) para cada uma das 29 escolas públicas do município. O anúncio de início dos trabalhos foi feito no evento de abertura do ano letivo, em 31 de janeiro, e contou com a presença do prefeito Anderson Cabido, de representantes da Ferrous e cerca de 500 educadores.

 

Na ocasião, a Ferrous ofereceu aos professores, diretores e pedagogos presentes uma palestra do professor Roberto Padilha, diretor do Instituto Paulo Freire. O educador abordou os desafios para a construção do PPP e os benefícios que o documento traz para a escola.

 

Na primeira etapa dos trabalhos, as 29 escolas serão visitadas e compreendidas em suas características, potenciais e demandas individuais. Os resultados das visitas serão utilizados na proposição inicial do trabalho junto aos atores escolares. Cada escola terá uma comissão coordenadora que representará a instituição nos encontros de qualificação. Durante 18 meses, a Ferrous acompanhará os trabalhos, dando suporte teórico-prático necessário para auxiliar essas comissões coordenadoras.

 

Conheça o PPP

O Projeto Político Pedagógico é um documento que orienta as escolas sobre o tipo de educação a ser adotado e a influência dessa educação na comunidade, levando em conta a localização de cada instituição de ensino do município. Bem construído, o PPP torna-se um instrumento de luta pelo ideal sociocultural, pois a metodologia sugerida envolve todos os atores escolares (educadores, estudantes, funcionários das escolas e pais de alunos) e questões pedagógicas, comunitárias, administrativas e financeiras.

]]>
Tue, 08 Feb 2011 00:00:00 +0100
<![CDATA[Ferrous inicia programa de alfabetização em Presidente Kennedy]]> A alfabetização de jovens e adultos em Presidente Kennedy (ES) e São Francisco de Itabapoana (RJ), municípios impactados pela construção do porto da Ferrous, é considerada um desafio. De acordo com o censo do IBGE de 2000, a taxa de analfabetismo nessas cidades chega a 24%. Diante dessa realidade, a empresa buscou a parceria do Instituto Paulo Freire para a realização de um Programa de Alfabetização.

 

Na primeira fase do projeto, o Instituto oferecerá formação inicial e continuada a 50 educadores e cinco coordenadores selecionados nas comunidades locais. Essa equipe será responsável pela alfabetização de até mil pessoas – entre pescadores, agricultores rurais, catadores de caranguejos e quilombolas de Presidente Kennedy e de São Francisco de Itabapoana.

 

A metodologia freiriana promove a participação ativa e crítica do aluno na construção do saber. De acordo com Núbia Pereira, analista de Comunicação e Responsabilidade Social responsável pelo projeto, essa forma de alfabetizar é diferente porque considera a necessidade do educando. “O educador ajuda a construir até o material didático, com exemplos da vivência local. O material reflete a realidade dos educandos, trazendo o cotidiano para os espaços de alfabetização”, destaca.

 

No dia 12 de janeiro, o detalhamento do programa foi apresentado para as Secretarias de Educação, Meio Ambiente e de Agricultura e para o Conselho Tutelar dos municípios. No dia 13, teve início a etapa de seleção dos educadores, com entrega de currículos, dissertação e o preenchimento de um  instrumento conhecido como Leitura de Mundo. A partir desse material, o Instituto Paulo Freire selecionará os candidatos que irão para a próxima etapa, uma entrevista individual, prevista para fevereiro.

]]>
Fri, 28 Jan 2011 00:00:00 +0100
<![CDATA[Parceria com a Ferrous traz encanto ao Natal em Minas Gerais]]> A já tradicional decoração natalina das cidades de Congonhas e Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais, contou com o apoio da Ferrous mais uma vez. A empresa patrocinou parte dos eventos que contribuem para fomentar o turismo e aquecer o comércio local.   

 

Em Conselheiro Lafaiete, a Praça do Cristo foi o palco de um verdadeiro complexo, formado por fábrica de brinquedos, árvore de natal e casa do Papai Noel.  Dando vida ao cenário encantador, a inauguração da estrutura contou com a comitiva do bondoso velhinho, com direito a Mamãe Noel e duendes. Também foram ornadas as avenidas Telésforo Cândido de Resende e Mário Rodrigues Pereira e as praças Barão de Queluz e Tiradentes.

 

Moradora da cidade, Vanda Felestrini parabenizou a todos que colaboraram com a decoração. “Nossa cidade foi tomada por um clima de alegria e a iluminação está lindíssima”, comenta. O Natal de Luzes movimentou o município até o dia 24 de dezembro com apresentações musicais, danças, espetáculos teatrais, além da visitação à casa do Papai Noel, onde as crianças tiveram a oportunidade de entregar suas cartas e confidenciar ao bom velhinho o que desejariam ganhar.

 

Em Congonhas, a celebração do nascimento de Jesus ficou por conta da Vila Natalina. Foram construídas as casas do Papai Noel, de Brinquedos e de Guloseimas, Correios e Presépio no pátio da Romaria – tradicional ponto turístico da cidade. O local também foi ornado com uma árvore de Natal gigante, soldadinhos de chumbo, duendes e luzes.

 

A empresa reconhece a importância desses eventos para a região e, por isso, contribuiu com a iniciativa. “A Vila Natalina e o Natal de Luzes valorizam o patrimônio histórico e artístico, com o qual a mineração pode sempre conviver harmonicamente”, afirma Cristiano Parreiras, superintendente de Meio Ambiente da Ferrous.]]>
Tue, 28 Dec 2010 00:00:00 +0100
<![CDATA[Exposição marca encerramento do Programa de Educação Ambiental da Ferrous]]> O museu Inhotim, em Brumadinho, foi o cenário escolhido pela Ferrous para dar visibilidade ao belo resultado do trabalho desenvolvido pelos alunos da Oficina de Fotografia do Programa de Educação Ambiental da empresa. Vinte moradores de bairros próximos à mina Esperança se inscreveram no programa e dedicaram suas manhãs de sábado durante dois meses para conhecerem melhor e retratarem a relação entre a cidade e a mineração.

 

Na exposição, 20 displays exibiram fotos mescladas de Brumadinho e da mina junto a frases redigidas pelos próprios participantes após um trabalho de reflexão acerca do tema da oficina. Os visitantes ainda puderam levar para casa as imagens que mais gostaram na forma de cartões postais. Outros dois biombos completavam a exposição com as melhores fotos produzidas ao longo do curso. “Foi uma oportunidade única e estamos nos sentindo muito importantes. Agradecemos à Ferrous pela iniciativa e já estamos com saudades”, ressaltou a professora Maria Terezinha da Silva.

 

Um segundo espaço promoveu a imersão dos alunos no histórico do curso. Um telão exibia imagens de todas as etapas do processo enquanto outra projeção trazia frases dos participantes, retiradas do relatório final de avaliação da oficina.

 

Todos os participantes receberam um certificado de conclusão da oficina de fotografia e um CD com todas as fotos produzidas ao longo do processo. Ao final do evento, eles ainda tiveram a oportunidade de fazer uma visita guiada ao Inhotim com foco em meio ambiente e na botânica local. “Pensei que aprenderia apenas fotografia no curso, mas o aprendizado foi além. Hoje sei o papel da mineração e sua relação com a natureza e o município”, relatou a assistente social Isabel Rodart da Silva.

]]>
Mon, 13 Dec 2010 00:00:00 +0100
<![CDATA[OAB/MG visita a mina Esperança]]> Membros da Comissão de Direito Minerário da Ordem dos Advogados do Brasil – seção Minas Gerais (OAB/MG) visitaram, no dia 11 de novembro, a Mina Esperança, em Brumadinho, para conhecer os trabalhos de recuperação ambiental da Ferrous Resources do Brasil.

 

Os advogados Fabiano Blanc, Luciana Gallo, Maurício Pellegrino, Maurício Werkema e Renata Tavares foram recebidos por integrantes do departamento jurídico da Ferrous e pelo superintendente de Meio Ambiente Cristiano Parreiras. A gerente jurídica Giselle de Oliveira apresentou o histórico do passivo ambiental e os trabalhos que estão sendo feitos na mina.

 

A Mina de Esperança era considerada o maior passivo ambiental de mineração de Minas Gerais. Desde que adquiriu o empreendimento, em 2007, a Ferrous vem desenvolvendo uma série de atividades, como a geometrização da cava, a recomposição dos taludes e o desassoreamento do leito do córrego Esperança, afluente do rio Paraopeba.

 

“A visita foi importante para conhecermos os trabalhos que estão sendo feitos pela Ferrous, para discutirmos os problemas legais que cercam a atividade minerária. Esse projeto ambiental prova que a mineração não é inimiga do meio ambiente”, ressaltou Werkema, presidente da comissão.

 

Esta foi a primeira vez que a Comissão de Direito Minerário da OAB/MG visitou um empreendimento minerário recuperado no Estado. “Trata-se de uma oportunidade para mostrarmos o nosso comprometimento e respeito com a questão ambiental, de forma a atuarmos cada vez mais focados na sustentabilidade”, destacou Parreiras.

]]>
Thu, 11 Nov 2010 00:00:00 +0100
<![CDATA[Laboratório Químico da Ferrous conquista certificação ISO 9001]]> O laboratório químico da Mina Esperança, localizada em Brumadinho (MG), recebeu a certificação ISO 9001:2008 no fim de outubro. O documento atesta a melhoria contínua do sistema de gestão de qualidade de produtos e serviços nas empresas. Válida até o ano de 2013, a certificação atesta o compromisso da Ferrous com a produtividade e credibilidade de suas atividades.

 

Para obter o certificado, o laboratório passou por uma auditoria realizada pela fundação norueguesa Det Norske Veritas, uma das maiores classificadoras petroquímicas do mundo. Foi preciso comprovar a conformidade dos processos da área com as normas técnicas estabelecidas em âmbito internacional.

 

Atualmente, o laboratório químico da Ferrous possui capacidade para analisar até 26 amostras de minério de ferro diariamente. Um projeto em andamento prevê a construção de um novo laboratório até junho de 2011. A expansão ampliará o número de análises para cerca de 200 amostras por dia, atendendo a todas as unidades da empresa.

]]>
Tue, 26 Oct 2010 00:00:00 +0200
<![CDATA[Comunidades de Marataízes e de São Francisco do Itabapoana discutem a implantação do porto]]> Nos dias 20 e 21 de outubro, foram realizadas mais duas Audiências Públicas referentes ao processo de licenciamento ambiental do Terminal Portuário da Ferrous em Presidente Kennedy (ES). As sessões aconteceram em Marataízes (ES) e São Francisco do Itabapoana (RJ) e foram conduzidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), responsável pelo licenciamento ambiental.


Cerca de 300 pessoas compareceram ao Centro de Convivência da Terceira Idade para acompanharem a Audiência de Marataízes. Em São Francisco do Itabapoana, mais de 200 moradores participaram da reunião promovida no Salão Altos da antiga Padaria Real. As sessões ainda contaram com a presença de representantes de órgãos públicos.


Em ambas as Audiências foram apresentadas e discutidas informações sobre a Ferrous, o projeto portuário – que receberá R$ 2,5 bilhões em investimentos – e o Estudo de Impacto Ambiental (EIA). Elaborado pela consultoria CEPEMAR, o estudo contém o detalhamento dos meios biótico (fauna e flora), físico (solo, qualidade do ar e da água etc), socioeconômico (renda, escolaridade etc) e propostas para controlar os possíveis impactos causados pelo empreendimento na região.


Somadas à primeira Audiência Pública, realizada em setembro em Presidente Kennedy, as sessões de Marataízes e São Francisco do Itabapoana consolidaram-se como momentos democráticos de diálogo com as comunidades e os poderes públicos, no sentido de discutir questões sensíveis referentes ao projeto.


A postura da Ferrous é estabelecer parcerias para a adoção de medidas articuladas com os poderes públicos estaduais e municipais, de forma que as medidas mitigadoras dos impactos negativos e ações de potencialização dos impactos positivos sejam revertidas em prol das comunidades vizinhas. A expectativa da empresa é que a Licença Prévia (LP) seja concedida pelo órgão licenciador até o fim do ano.

]]>
Thu, 21 Oct 2010 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous apoia construção da Via das Sete Dores de Maria Santíssima de Minas Gerais]]> O entardecer do dia 18 de setembro foi marcado pela devoção em Piedade do Paraopeba. Adultos com crianças no colo, jovens e idosos percorreram em procissão as ruas estreitas do distrito de Brumadinho (MG) cantando louvores e rezando durante a inauguração da primeira Via das Sete Dores de Maria Santíssima de Minas Gerais. A Ferrous Resources do Brasil é uma das principais parceiras do projeto, que teve a presença do arcebispo da Arquidiocese Metropolitana de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo.

 

A inauguração começou no interior da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Piedade, de 1713. O superintendente de Mina da Ferrous, Mário Nishimura, lembrou da importância da concretização do projeto, que foi desenvolvido pelo Centro de Pesquisa, Planejamento e Desenvolvimento (Ceplad) do Senac Minas em convênio com a prefeitura de Brumadinho. “Este momento significa a consolidação de Piedade do Paraopeba como um santuário religioso.”

 

Nishimura também destacou as principais vocações econômicas do município e a parceria entre a Ferrous e a secretaria de Cultura e Turismo. “Sabemos que a economia do município baseia-se no turismo e na mineração. Por isso, estaremos ao lado de Brumadinho e da comunidade de Piedade do Paraopeba na consolidação da sustentabilidade”, completou.

 

Após a cerimônia, os fiéis saíram em direção à primeira capela, que representa a primeira dor (a profecia de Simeão), onde foi descerrada a placa de inauguração. Os religiosos também caminharam em direção às outras capelas, que representam a fuga para o Egito, Maria à procura de Jesus no templo, o encontro de Maria com Jesus a caminho do calvário e a crucificação de Jesus. As capelas foram bentas por Dom Walmor ao som do coral e da orquestra da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Crianças da Escola Municipal Padre Xisto leram mensagens sobre cada dor. Em frente à Igreja Matriz, onde fica a sexta dor (Maria recebe o corpo de Jesus), o padre Rafael Gontijo pediu aos fiéis que apagassem as velas, antes de se dirigirem à última dor (Maria sepulta o corpo de Jesus). Ao final, Dom Walmor abençoou os presentes, que aplaudiram e aclamaram a Nossa Senhora das Dores.

]]>
Sat, 18 Sep 2010 00:00:00 +0200
<![CDATA[Audiência Pública debate investimento de R$ 2,5 bilhões da Ferrous em Presidente Kennedy]]> Foi realizada no dia 16 de setembro, em Presidente Kennedy (ES), Audiência Pública do Terminal Portuário da Ferrous Resources do Brasil. A sessão foi conduzida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), responsável pelo processo de licenciamento ambiental. A Audiência Pública se consolidou como uma oportunidade de diálogo entre representantes da empresa, comunidade local e poderes públicos municipal, estadual e federal.

 

O superintendente de Meio Ambiente da Ferrous, Cristiano Parreiras, apresentou o projeto da empresa, que contempla, além do terminal portuário para embarque de minério de ferro, a construção de uma planta de filtragem e estruturas administrativas de apoio à operação.

 

Desde o início do processo de licenciamento ambiental, a Ferrous tem debatido amplamente com a população os impactos da instalação dos empreendimentos no município. Ocorreram diversas reuniões com membros da comunidade para debater o projeto, de forma que o planejamento integrado resulte no desenvolvimento sustentável da região.

 

Um dos principais pontos destacados foi a geração de empregos. No pico da obra, a previsão é de que sejam criados 3,5 mil empregos diretos. Na fase de operação a expectativa é gerar 400 postos diretos de trabalho. A Ferrous tem como prioridade a capacitação, formação e contratação de mão de obra, fornecedores e prestação de serviços regionais, fortalecendo, assim, sua cadeia produtiva. Por isso, a empresa investe na formação de alianças, como a participação no Grupo IMMO (Grupo de Intermediação Massiva de Mão de Obra), promovido pela Secretaria de Estado do Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social do Espírito Santo (Setades).

 

A Ferrous contratou a DVF Consultoria para mapear as necessidades de qualificação profissional e identificar a cadeia de suprimentos e as oportunidades de negócios e empregos na região de Presidente Kennedy, com vistas a atender às demandas do setor industrial com responsabilidade social. Assim, será possível fazer um levantamento detalhado das ofertas de serviços, fornecedores e mão de obra locais e das instituições de formação profissional.

]]>
Thu, 16 Sep 2010 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous apoia Expedição ao rio Paraopeba]]> A Ferrous Resources do Brasil é uma das parceiras da Expedição ao rio Paraopeba 2010, projeto de conscientização para conservação da bacia do rio e de seus afluentes. A Expedição busca aprofundar o conhecimento e registrar o atual estado do rio Paraopeba; sensibilizar e mobilizar a sociedade para o sentimento de pertencimento à Bacia do Paraopeba; transformar o rio em um palco de disseminação da cultura ecológica e sustentável, resgatando tradições e hábitos das comunidades locais; formar uma rede solidária de vigilância permanente do rio e gerar material de pesquisa sobre a bacia hidrográfica para instituições de ensino, órgãos públicos e empresas.

 

Mais do que apoiar a iniciativa, a Ferrous demonstra o seu compromisso com a responsabilidade socioambiental, ao conduzir uma série de trabalhos de recuperação ambiental na região do Paraopeba. Na mina de Esperança, em Brumadinho (MG), a Ferrous conteve o processo erosivo causado pelas chuvas, que assoreava o córrego Esperança, afluente do rio Paraopeba. Hoje, o córrego está totalmente recuperado graças às atividades de desassoreamento e de recomposições da calha do curso d’água e da mata ciliar.

 

Os trabalhos de recuperação ambiental também estabilizaram as paredes da cava da mina, evitando o carreamento de sedimentos que poderiam comprometer a adutora do Sistema Rio Manso da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) que atravessa o terreno da mina. A Ferrous realizou ainda estudos de batimetria para o desassoreamento do leito do rio Paraopeba.

 

Na mina de Viga, localizada na sub-bacia do rio Maranhão, em Congonhas (MG), a Ferrous promoveu, como medida condicionante do processo de licenciamento ambiental, a recuperação da mata ciliar do rio Paraopeba e elaborou estudos visando ações para mitigar as enchentes no município vizinho de Jeceaba (MG).

 

Apesar de não estar localizada às margens do Paraopeba, a mina de Serrinha, também em Brumadinho, fica em uma região de grande influência nos cursos d’água que abastecem as comunidades do Vale do Paraopeba e que deságuam no rio. Em 2008 a Ferrous assinou Termo de Compromisso e Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público de Minas Gerais, para a regularização ambiental de Serrinha. No local, a Ferrous realizou trabalhos para mitigação dos processos erosivos que carreavam sedimentos para os cursos d’água, preservando a vazão e a qualidade da água dos córregos Carrapato e Grota Grande.

 

“A Ferrous também promoveu a averbação de reserva legal de sua propriedade na área da nascente Mãe D’água, que abastece condomínios e comunidades próximas à Serra da Moeda. Com isso, a Ferrous demonstra o seu real interesse na preservação desse curso d’água”, afirma Cristiano Parreiras, superintendente de Meio Ambiente da Ferrous.

]]>
Sat, 04 Sep 2010 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous firma Termo de Compromisso com Ministério Público referente à mina de Viga]]> A Ferrous Resources do Brasil firmou com o Ministério Público de Minas Gerais um Termo de Compromisso (TC) referente ao empreendimento Mina Viga, em Congonhas. A iniciativa, inédita, tem como objetivo garantir a transparência e o controle da legalidade do processo de licenciamento ambiental.

 

A Ferrous se comprometeu, a título de medida compensatória ambiental, a elaborar estudos de Análise de Impactos Cumulativos dos Empreendimentos Mínero-Metalúrgicos e um projeto de monitoramento da qualidade do ar. Ambos os estudos serão extensivos a toda a região de Congonhas, e não apenas às áreas de atuação da empresa.

 

"Os estudos são fundamentais para garantir a sustentabilidade ambiental do município, em especial no que se refere à poluição atmosférica e à avaliação dos impactos cumulativos e sinérgicos dos empreendimentos minerários", disse o promotor de Justiça Luciano Badini, coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa do Meio Ambiente.

 

O TC prevê, ainda, que a empresa realize o georreferenciamento do Parque Estadual Serra do Rola-Moça, Unidade de Conservação de Proteção Integral criada em 1994 e localizada nos municípios de Belo Horizonte, Nova Lima, Ibirité e Brumadinho.

 

“Com a elaboração desses estudos, a Ferrous e o Ministério Público de Minas Gerais se colocam na vanguarda da preservação ambiental, uma vez que direcionam as medidas compensatórias dos empreendimentos em Congonhas para o benefício direto do meio ambiente. Além disso, a empresa assume seu compromisso com o desenvolvimento sustentável do Estado", destacou o superintendente de Meio Ambiente Cristiano Parreiras.

]]>
Fri, 30 Jul 2010 00:00:00 +0200
<![CDATA[Ferrous conquista Prêmio Excelência por trabalhos em Esperança e Serrinha]]> A Ferrous Resources do Brasil foi reconhecida em maio pelos trabalhos de recuperação ambiental realizados nas minas de Esperança e Serrinha, ambas localizadas no município de Brumadinho (MG).

 

A empresa conquistou a categoria Meio Ambiente do 12º Prêmio de Excelência da Indústria Minero-Metalúrgica Brasileira, promovido pela revista especializada Minérios & Minerales, com apoio da Câmara da Indústria Mineral da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e do Sindicato da Indústria Mineral do Estado de Minas Gerais (SindiExtra).

 

“O prêmio demonstra a seriedade, a transparência e a vontade da Ferrous de fazer uma lavra sustentável. Com isso, mostramos que é possível coadunar a mineração com o respeito e a preservação do meio ambiente”, ressalta Luiz Carlos Amorim, coordenador de Meio Ambiente da Ferrous e um dos autores do projeto.

 

Também participaram na autoria do trabalho vencedor o coordenador de Meio Ambiente nas minas Esperança e Santanense Alaor de Paula Pessoa, o analista de Meio Ambiente Carlos Diniz Murta Filho e a técnica ambiental Tiara Cristina Oliveira.

]]>
Wed, 12 May 2010 00:00:00 +0200